Notícias

Entidades empresariais apresentam propostas aos candidatos ao governo de Minas

Impostos, burocracia e infraestrutura foram os principais temas do debate

Fernando Pimentel (PT), Pimenta da Veiga (PSDB) e Tarcísio Delgado (PSB), candidatos ao governo de Minas Gerais, encontraram-se no dia 15/9, na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), no Centro de Belo Horizonte, com representantes de 11 entidades de classe do estado. Na pauta, questões que afetam as indústrias mineiras e como os políticos pretendem resolvê-las caso se elejam. As principais preocupações manifestadas pelos empresários foram impostos, burocracia e infraestrutura. Os três afirmaram que vão combater a burocracia e iniciar uma reforma tributária, mas não detalharam de que maneira. O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte, Bruno Selmi Dei Falci, abriu o evento falando sobre como inflação alta e baixo crescimento atrapalham o setor produtivo. E alertou para a importância das próximas eleições. “Somos os responsáveis pelo sucesso ou fracasso do nosso país. Mais do que nunca devemos estar atentos a escolha dos candidatos”, disse. 

Antes de falarem sobre seus planos, os candidatos assistiram à apresentação do Gerente de Economia da FIEMG, Guilherme Veloso Leão, sobre a atual situação da economia de Minas e as propostas do empresariado. Guilherme Leão mostrou alguns números que ilustram a situação do estado. “Somos o terceiro PIB nacional, mas nosso PIB per capita é o 10º devido a desigualdades regionais. Estamos em 9º no Índice de Desenvolvimento Humano e o número de homicídios cresceu 17% de 2008 a 2012. A produtividade no trabalho aumentou 3%, de 2004 a 2014, enquanto o salário aumentou 100% no mesmo período. Em 2011, pesquisa da Confederação Nacional da Indústria avaliou que 27% das rodovias mineiras estão em más ou péssimas condições”, listou Leão, reafirmando a necessidade de se ter um setor produtivo forte para se pensar em desenvolvimento. 

Cada candidato teve 30 minutos para apresentar sua plataforma de governo e dois minutos para responder a cada uma das quatro perguntas dos representantes das entidades. Ao fim, mais 5 minutos para considerações finais. Tarcísio Delgado usou a maior parte do seu tempo para falar sobre como geriu a educação quando foi prefeito de Juiz de Fora. “Coloco a educação como a prioridade das prioridades. Juiz de Fora ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais nesta área. Instituímos plano de cargos e salários para professores, que ganham bolsa anual para compra de livros. Instalamos gabinetes dentários em escolas públicas e melhoramos a merenda através de convênios com produtores locais. 

Fernando Pimentel preferiu falar sobre o que seriam os três eixos estruturantes de seu governo. O primeiro consiste na abertura de canais para ouvir a população, num processo de “inclusão do cidadão nas decisões do governo”. Pimentel sugeriu a criação de um aplicativo para celulares para enviar mensagens diretamente para o gabinete do governador. A resposta teria que ser dada em poucos dias e, se possível, a solução do problema. O segundo eixo é a regionalização. Ele acredita que tudo em Minas deve ser regionalizado para gerar ganho de eficiência. Regiões diferentes precisam de soluções diferentes. O terceiro é a transversalidade. Significa que as palavras inovar, incluir e melhorar devem estar presentes em todas as políticas públicas. 

Pimenta da Veiga usou boa parte do seu tempo falando sobre os altos impostos, o baixo desenvolvimento do emprego industrial que, segundo ele, começa a escassear. Ele assegurou que a educação será a principal preocupação de seu governo. Citou a Coreia como exemplo de país que conseguiu sair de uma guerra que a deixou arrasada e dividida para o desenvolvimento através do investimento maciço em educação. “Temos que impregnar a cabeça dos mineiros que a educação é o caminho. Será a minha prioridade número 1”, afirmou.

O encontro com os candidatos foi promovido por ACMinas, CDL/BH, FIEMG, CIEMG, Faemg, FCDL-MG, Fecomércio-MG, Federaminas, Fetcemg, Ocemg, e Sebrae-MG. O presidente Olavo Machado Junior representou a FIEMG.

 

Últimas notícias

  1. Administração municipal reconhece a importância do G-7 Contagem

    Leia

  2. CIEMG promove curso em Santo Antônio do Monte sobre noções de liderança empresarial

    Leia

  3. Workshop no CIEMG abriu 438 novas oportunidades de negócios

    Leia

  4. Sistema FIEMG promove palestra para esclarecer os principais pontos da terceirização

    Leia

  5. Estabelecida grande articulação pelo desenvolvimento do Vetor Oeste

    Leia

  6. Setor produtivo mineiro lança movimento para revisão de dívida do Estado com a União

    Leia

  7. CIEMG lança publicação especializada sobre a indústria

    Leia

  8. Parcerias para capacitação e desenvolvimento

    Leia