Notícias

FIEMG repudia frete mínimo para o transporte de cargas

Presidente Flávio Roscoe afirma que decisão do governo federal vai aumentar os preços para o consumidor. Leia a nota oficial

Indústria mineira repudia MP do Frete Mínimo

 

A Federação das Indústrias de Minas Gerais – FIEMG – repudia enfaticamente a decisão do governo federal de instituir a Politica de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas para atender exigências dos caminhoneiros em greve. 

Criada por meio da Medida Provisória 832/2018, portanto sem respaldo do Poder Legislativo, a medida impõe graves prejuízos à população e preocupa fortemente a indústria brasileira por impactar, a um só tempo, as duas pontas do processo econômico – a produção e o consumo.

Ao elevar desmesuradamente o preço dos fretes, com aumentos que chegam a 200% em muitas regiões do país, o tabelamento aumenta o preço final dos produtos, subtrai competitividade das empresas, inibe o consumo e ameaça o processo de controle inflacionário. 

Em Minas Gerais, os prejuízos causados à indústria são ainda maiores e mais graves. Como a principal demanda de fretes no estado ocorre com bens de menor valor agregado, o peso do frete no custo final dos produtos é substancialmente mais forte.

O perfil do transporte de carga em Minas Gerais, em razão da integração dos modais rodoviário e ferroviário, é preponderantemente de curta distância e esta é mais uma variável, contida na MPV 832/2018, que contribui para aumentar ainda mais os preços do frete.  

Ademais, a referida MP agride o princípio constitucional da livre iniciativa no qual se fundamenta a ordem econômica do nosso país – artigo 170 da Constituição Federal – o que é rigorosamente inaceitável. 

Diante desta situação, que penaliza gravemente a indústria de Minas Gerais, além de também prejudicar, a sociedade, os cidadãos e o país, a FIEMG alerta o governo federal e bancada mineira na Câmara dos Deputados e no Senado Federal para a necessidade de imediata revogação da MP832/2018.

 

Flávio Roscoe Nogueira
Presidente da FIEMG

Últimas notícias

  1. Tabelamento de frete pode levar à formação de cartel, aponta Cade

    Leia

  2. II Conferência de Meio Ambiente debate Políticas Ambientais em Contagem

    Leia

  3. Escolas SESI E SENAI funcionarão em dias de jogos da Seleção Brasileira

    Leia

  4. Eleita nova diretoria do CIEMG

    Leia

  5. Dos 56 setores da economia, 39 perderam o benefício da desoneração na folha de pagamentos

    Leia

  6. Prejuízos para a economia podem chegar a R$ 11,9 bilhões

    Leia

  7. Realizada eleição para diretoria CIEMG gestão 2018-2022

    Leia

  8. Reforma Trabalhista trouxe mudanças nas relações e no ambiente corporativo

    Leia