Notícias

Indústria aponta rumos da economia em Congresso Nacional de Executivos de Finanças

Presidente da FIEMG ministra palestra no encontro

A Reindustrialização e os Desafios do Desenvolvimento Brasileiro foram temas de palestra do presidente do Sistema FIEMG, Olavo Machado Junior, no XXV Congresso Nacional de Executivos de Finanças, encerrado no dia 19/09, em Belo Horizonte. “Precisamos da mobilização da sociedade para defender e construir um projeto de País comprometido com o desenvolvimento econômico e social brasileiro,” ressaltou, lembrando que é preciso superar fatores internos e sistêmicos que comprometem a competividade.

Na avaliação do presidente da FIEMG é preciso atuar para elevar a produtividade da indústria brasileira e reindustrializar o Brasil. Neste sentido é preciso superar fatores internos como escala e processos produtivos inadequados, mão de obra desqualificada, baixa terceirização, baixa inovação em processos e produtos, gestão e fatores sistêmicos como cadeias produtivas incompletas, porte das empresas, baixa integração a cadeias globais de valor. Ele observou que altos custos de produção e redução da viabilidade de uma série de investimentos, afetando a evolução da produtividade da indústria.

O presidente do Conselho de Administração da Cia Fiação e Tecidos Cedro  e Cachoeira, Aguinaldo Diniz Filho, concordou que é preciso uma mobilização pelo segmento, observando que em momentos de crise como a de 2008, quem salvou a economia de mercados integrados como o europeu foi a indústria de países como a Alemanha.

Por sua vez, o presidente do Conselho de Administração do Grupo Asamar, Sérgio Cavalieri, vê sérios entraves que precisam ser superados. Para ele, a questão tributária brasileira é grave e afasta investidores pela complexidade desconexa. O empresário também vê uma crise de valores no ambiente brasileiro que precisa ser superada.

O ex-ministro da Indústria e Comércio João Camilo Penna, vê uma baixa confiança na política econômica brasileira com reflexos graves no ambiente de negócios. “Temos um ministro da fazenda desautorizado e uma política nefasta de juros altos que causam prejuízos incalculáveis para as empresas em nome de um combate a inflação que não cai”, disse.

Galeria

Últimas notícias

  1. Terça do Crédito no CIEMG facilita acesso a recursos financeiros para estimular negócios

    Leia

  2. Empresários do CIEMG visitam o CIT SENAI FIEMG

    Leia

  3. Inovação e Tecnologia são destaques nas comemorações da Semana da Indústria

    Leia

  4. Como estabelecer um sistema de inteligência comercial

    Leia

  5. FIEMG Lab adota metodologia de desenvolvimento sustentável da ONU

    Leia

  6. Avança a criação do Conselho de Desenvolvimento de Contagem

    Leia

  7. Planejamento tributário para maximizar resultados na empresa

    Leia

  8. FIEMG e Prefeitura de Contagem assinam protocolo de intenções

    Leia