Notícias

Programa Coaching para Líderes: as melhores práticas de liderança

Compromisso para o desenvolvimento pessoal e da equipe

O programa Coaching para Líderes começa pela autoavaliação “isso, para que cada participante compreenda seu próprio estilo e suas competências e também as novas nas quais deverá investir tempo e energia”, explicou a consultora Alexandra Rezende, sobre o treinamento da agenda de capacitação do CIEMG, realizado nesta quarta-feira, 21. Segundo a consultora, especialista em programas estratégicos de desenvolvimento de pessoas, “ao longo do dia, pelo método de imersão, o participante é convidado a expor suas vivências e conceitos”. Os passos seguintes envolvem a capacidade de cada um reformular e ampliar sua capacidade de receber, analisar e avaliar informações e de devolver para as pessoas sob sua liderança, em forma de desafios.

André Dias, gerente de produção da Metrum, empresa sediada em BH que desenvolve sistemas de gerenciamento inteligente de energia elétrica participou do programa. Ele disse que optou pelo tema, entre outras capacitações, “em razão do momento vivido na sua empresa”. No mercado há uma década e meia, “atendendo todos os estados brasileiros, a empresa cresceu muito nos últimos anos e está em fase de reestruturação”. O gerente explicou que “agora, mais do que antes, o foco é nas pessoas, quando inicia mudanças para atender o mercado externo”. Chamaram sua atenção “as melhores práticas de liderança e as técnicas apresentadas para aprimorar o discernimento sobre a percepção inicial sobre cada pessoa de sua equipe e sua evolução ao longo do tempo”.

Por iniciativa própria, Jader Silva, do setor de contratações e licitações do Sebrae, se inscreveu no programa, “em busca do desenvolvimento pessoal e também para replicar conhecimentos entre os familiares e no ambiente de trabalho, contribuindo também para o crescimento da organização”. Ele observou que o Coaching para Líderes “direciona para um refinamento na escuta e no olhar diferenciado em relação ao papel de cada um no grupo de trabalho”. O programa mostra que “o líder é apenas um na equipe, e não sua essência, e que seu comprometimento deve ser sempre de forma conjunta, pela busca de resultados”.

Como coordenadora de Recursos Humanos das 23 unidades do Laboratório Geraldo Lustosa, Carolina Rodrigues destacou o autodesenvolvimento como o principal interesse, ao se inscrever no programa do CIEMG “para implementar ações visando o desenvolvimento de lideranças e, assim, multiplicar o conhecimento na organização”. Ela destacou ainda “o valioso intercâmbio entre pessoas dos mais diversos setores e suas experiências, propiciado pelo treinamento”.

Últimas notícias

  1. Empreendimento, Inovação e Indústria 4.0

    Leia

  2. A influência e o poder do líder sobre os resultados na organização

    Leia

  3. COEP Contagem discute sobre novas tecnologias e empregabilidade

    Leia

  4. Por meio do associativismo, parcerias do CIEMG promovem desenvolvimento da atividade empresarial e de novos negócios

    Leia

  5. Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social deve ser criado ainda este ano

    Leia

  6. Apresentação eficaz e segura

    Leia

  7. Palestra debate os impactos da Reforma Trabalhista nas relações corporativas

    Leia

  8. Treinamento orienta líderes sobre estratégias de comunicação

    Leia