Notícias

Encontro reúne especialistas em tribologia

O objetivo é aumentar a competitividade da indústria baixando custos com manutenções

A tribologia, ciência que estuda a interação entre superfícies em movimento relativo, vem ganhando notoriedade nas empresas. A busca pela competitividade impulsiona as indústrias a buscar soluções de baixos custos de manutenção. Para discutir sobre o tema, o Instituto SENAI de Inovação em Engenharia de Superfícies, em parceria com a empresa Bruker, promoveu o I Workshop de Tribologia para a indústria, no dia 07/06, em sua sede, no Horto, em Belo Horizonte.

Segundo a pesquisadora do ISI em Engenharia de Superfícies, Karyne Juste, o objetivo do workshop é abordar assuntos relacionados à tribologia – atrito, desgaste e lubrificação - e discutir como esses conceitos podem ser empregados em pesquisas aplicadas voltadas para o desenvolvimento de produtos e melhorias de processos na Indústria. “O intuito é mostrar que há inúmeras possibilidades de alcançar, por exemplo, aumento de eficiência energética, aumento de produtividade e redução do custo de manutenção através de soluções para redução do atrito e aumento de resistência ao desgaste. Hoje nós contamos com a participação de pesquisadores no evento para nos apresentar estudos que têm sido realizados nos setores de metalúrgico e mineração”, explica.

Segundo o pesquisador Jimmy Penagos do Instituto de Tecnologia Vale, no caso da mineração é fundamental em áreas de grandes desgastes de componentes que trazem perdas econômicas muito significativas. “Temos muitos equipamentos na moagem do minérios que são submetidos a condições muito  severas de desgaste. Qualquer melhoria que diminua desgastes significa economia de recursos, pelos volumes de materiais empregados na empresa”, explica.

O engenheiro ministrou a palestra sobre desgaste de metal duro para aplicações em mineração. “Esse material usa carbeto de tungstênio e uma matriz de cobalto. Em tribologia temos uma rotina de identificação e acompanhamento de desgastes de componentes para buscar melhorias. Nesse caso específico da moagem do minério, o desgaste é devido à corrosão e abrasão. Uma solução para esses desgastes pode extrapolar seu uso para outras áreas que tenham o mesmo mecanismo de desgaste”, diz.

O I Workshop de Tribologia para a Indústria reuniu representares da UFMG, PUC-SP/MG, da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Usiminas, Technip (francesa), Embraer, Vallourec, Bekaert, Technium (norueguesa), Instituto de Tecnologia Vale (ITV/Vale), Aperam e Bruker.

Galeria

Últimas notícias

  1. Produção de rejeitos é um dos desafios da indústria extrativa

    Leia

  2. ISTA&B constata alta qualidade do azeite mineiro

    Leia

  3. Diretora do Instituto SENAI de Tecnologia em Química recebe homenagem da ANPAQ

    Leia

  4. FIEMG repudia frete mínimo para o transporte de cargas

    Leia

  5. Desafios para a indústria da mineração

    Leia

  6. ISTA&B mobiliza indústrias de cachaça para aumentar conformidade de produtos

    Leia

  7. Micro e pequenas empresas se aproximam do CIT SENAI FIEMG

    Leia

  8. Nota da FIEMG sobre a greve dos caminhoneiros

    Leia