Notícias

Novos laboratórios para fomentar a tecnologia e inovação da indústria

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG reúne infraestrutura e conhecimento para o desenvolvimento da indústria

Os Institutos de Engenharia de Superfícies, Metalmecânica e Meio Ambiente são os novos espaços do Sistema FIEMG para o fomento da inovação, pesquisa e tecnologia para as empresas mineiras. Os institutos, inaugurados no dia 13/04, no Centro de Inovação e Tecnologia do SENAI (CIT), no Horto, em Belo Horizonte, representam o esforço feito pela entidade no desenvolvimento da indústria do estado.

O presidente da FIEMG, Olavo Machado Junior, ressalta que o esforço feito pela Federação para consolidação do Centro e, consequentemente, no processo de busca de novas oportunidades para a economia e indústria mineiras tem grande parte de seu foco voltado para a inovação.

“Minas Gerais já é destaque com seu ecossistema de inovação. Temos talento, mercado e parcerias para fomento de ações de inovação. Há todo um trabalho feito por nosso Centro de Inovação e Tecnologia para que nossa indústria seja capaz de desenvolver tecnologias de alto impacto que trarão grandes resultados para o estado,” comentou. 

O superintendente de inovação do Sistema FIEMG, José Policarpo Gonçalves de Abreu, ressaltou o papel do CIT como agente de crescimento para Minas Gerais. “Temos aqui o ambiente totalmente propício ao desenvolvimento de novas ideias, com foco na competitividade da indústria", salientou. Já o secretário de meio ambiente, Germano Luiz Gomes Vieira, destacou a importância de se aliar o desenvolvimento econômico ao crescimento sustentável.

Um dos Institutos inaugurados foi o Instituto SENAI de Inovação em Engenharia de Superfícies.  Composto por 12 laboratórios, ele é o único instituto privado do Brasil com foco em tecnologia de modificação de superfícies. No órgão, especialistas trabalham em parceria com a indústria para encontrar soluções em revestimentos de materiais ou processos, considerando eficiência e viabilidade técnica/econômica.

Isso significa que qualquer objeto pode ter sua superfície alterada para criar uma solução industrial. Um vidro, por exemplo, pode virar uma simples mesa ou uma tela sensível ao toque, usada em aparelhos celulares. O Instituto pesquisa as propriedades superficiais visando o aumento do desempenho, a durabilidade, confiabilidade e qualidade de componentes e sistemas industriais.

O diretor do instituto, Alexandre Barros, ressalta a missão do Instituto. “Nosso objetivo é prover alta tecnologia com baixo custo para fomentar o desempenho da indústria brasileira. Atuamos em áreas importantes como saúde, estética, meio ambiente, gerando cada vez mais soluções para a competitividade de nossas empresas”, disse.

Ela ainda completa. “Somente equipamentos de última geração não criam um Instituto de Inovação. Estamos há cinco anos procurando talentos, criando um ambiente em que ideias possam fluir e treinando profissionais com mestrado e doutorado para entender os requisitos do desenvolvimento de produtos para a indústria,” finalizou.

As empresas que desejam contratar os serviços do Instituto podem contatar diretamente o orgão ou os agentes de mercado do Sistema FIEMG. Atualmente, 17 empresas são atendidas pelo Instituto.

Fomentando a engrenagem da economia e indústria mineira

O Instituto SENAI de Tecnologia Metalmecânica foi o segundo dos institutos inaugurados e realiza serviços e pesquisa aplicada nas áreas de sistemas de manufatura, de desenvolvimento de produtos, de processos de fabricação e de tecnologia de materiais.

O IST Metalmecânica assume a missão de desenvolver, implementar e otimizar processos, produtos e equipamentos, até que estes estejam prontos para o uso e para o mercado. O Instituto atua em duas áreas principais, compostas por cinco laboratórios. São elas: Sistemas de Manufatura (Laboratório de Simulação da Manufatura; Laboratório de Automação e Robótica) e Processos de Manufatura (Laboratório de Fabricação; Laboratório de Testes Mecânicos; Laboratório de Metrologia).

O Instituto possui alta capacidade tecnológica. Exemplo é a plataforma de softwares, que tornam possíveis análises simultâneas de fluxo de material e de energia, análises ergonômicas e desenvolvimento de estratégias eficientes de usinagem. Além disso, o IST Metalmecânica possui equipamentos de última geração de medição a laser, aplicados ao controle de processos de Manufatura de Grandes Equipamentos.

A diretora do IST, Luciene Ferreira, destaca a atuação do órgão. “Nosso papel é o de atender a diversos tipos de indústrias e de todos os portes. Temos equipe especializada e capacitada para suprir demandas de setores como o naval e a aeronáutica, por exemplo”, conclui.

Desenvolvimento Sustentável

Não há desenvolvimento industrial sem respeito ao meio ambiente. O terceiro espaço inaugurado pelo Sistema FIEMG é o IST em Meio Ambiente. Elecontribui para a competitividade da indústria provendo soluções integradas em medições ambientais, tecnologias sustentáveis aplicadas a processos e recuperação ambiental.

Como principal desafio, o Instituto associa sustentabilidade ao fortalecimento econômico, atuando em setores de significativa representatividade para a economia mineira, como a mineração e a metalurgia.

Marcos Tannus, diretor do IST em Meio Ambiente, pontua que a proposta do instituto é a de sempre agregar o que há de mais novo em tecnologia para a indústria mineira. Ele ainda acrescenta. “Procuramos entender qual é a necessidade da indústria, para que, assim, nossa equipe atenda qualquer demanda das questões ambientais de nosso estado”.

Os laboratórios do IST Meio Ambiente são direcionados à realização de ensaios em matrizes ambientais (água, ar e solo), efluentes, resíduos sólidos e emissões atmosféricas.

Possuem infraestrutura de primeira linha e operam amparados por um robusto Sistema de Gestão da Qualidade, garantindo à indústria mineira resultados ao desenvolvimento de seus processos e produtos com os padrões e qualidade ambiental necessários, de acordo com normas pertinentes.

 

Memória e desenvolvimento

Além dos novos institutos, também foi inaugurado o Memorial CETEC. A partir de agora, o espaço voltado a recontar a trajetória do Centro de Inovação dispõe de um acervo inicial de trinta peças, entre fotos, placas e equipamentos que marcaram a rica história da Instituição do período da sua inauguração até a transição em 2011 para o Sistema FIEMG.

Abrigado em um espaço nobre do prédio principal e contando com uma área de aproximadamente 30 m², o Memorial tem como principal objetivo resgatar a história da Fundação CETEC e mantê-la viva nos dias atuais.

A construção do acervo foi realizada a partir da contribuição de ex-servidores que doaram objetos e fotos que ilustram essa trajetória, bem como, por equipamentos utilizados nos primórdios da instituição.

Sabia mais sobre as ações do CIT SENAI FIEMG clicando aqui

Galeria

Últimas notícias

  1. Minas Trend completa 22 edições e consolida a moda produzida em Minas Gerais

    Leia

  2. Desenvolvimento Sustentável

    Leia

  3. Instituto SENAI de Tecnologia Metalmecânica desenvolve e otimiza processos para a indústria mineira

    Leia

  4. Instituto SENAI de Inovação em Engenharia de Superfícies trabalha para encontrar soluções para indústria mineira

    Leia

  5. Desafio do Edital de Inovação será lançado em Belo Horizonte

    Leia

  6. Centro de Inovação do SENAI inaugura institutos para fomentar tecnologia e inovação da indústria mineira

    Leia

  7. Centro de Inovação do SENAI recebe agentes do mundo da inovação

    Leia

  8. Edital de Inovação traz benefícios para as empresas

    Leia