Eventos

Festival Mineiro da Arte da Capoeira no SESI Museu de Artes e Ofícios

7º Berimbau Vozeiro e Roda de Capoeira no Jardim das Energias

A capoeira foi criada como instrumento de liberdade pelos africanos escravizados no Brasil por volta do século XVII. Com o passar dos anos ela foi sendo reconhecida como arte e cultura genuinamente brasileira. Em 2008 com base em inventário realizado nos estados da Bahia, de Pernambuco e do Rio de Janeiro, a Roda de Capoeira foi registrada como bem cultural pelo IPHAN. E em novembro de 2014, recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, pela UNESCO.

Neste domingo (18 de junho), a partir das 9h, o ofício dos mestres de capoeira estará representado no SESI Museu de Artes e Ofícios, que vai receber parte da programação do II Festival Mineiro da Arte Capoeira.

Dentre as atividades programadas estão: debate, cantoria com o Berimbau Vozeiro, roda de capoeira e visita temática ao Museu, através da Trilha Afro-Brasileira.

O FMAC é um festival voltado para os capoeiristas e amantes dessa arte. Durante os 4 dias de evento os participantes têm acesso a oficinas, palestras, shows culturais, rodas de capoeira, lançamento de livros entre outras atividades. Nesta edição, celebrando os 120 anos de Belo Horizonte, haverá uma atração internacional diretamente de Luanda/Angola: o professor Cabuenha.


7° BERIMBAU VOZEIRO

O Berimbau Vozeiro surgiu em 2015 com a proposta de promover um  encontro entre as capoeiras e capoeiristas da cidade de Belo Horizonte. O evento se consolidou como uma grande atração para os amantes dessa arte. Esse ano ele vai acontecer dentro do MUSEU ARTES OFÍCIOS com a presença de grandes convidados sem perder a sua essência. Um encontro para cantar, tocar e contar histórias sobre a capoeira onde o respeito, educação e energia positiva são fundamentais. No Berimbau Vozeiro todos são bem vindos, o cantador, o tocador, o jogador, o apreciador, o conversador, o artesão, o poeta, o aluno novo e o antigo. A bandeira principal é a bandeira da Capoeira.