Notícias

Feira do Vale da Eletrônica promove discussão sobre os impactos positivos da tecnologia na indústria

Evento vai movimentar R$ 500 milhões na área tecnológica

A Feira Industrial do Vale da Eletrônica (Fivel), que acontece entre os dias 12 e 14/09, em Santa Rita do Sapucaí (MG), além de apresentar inovações e tendências na área tecnológica, vai promover uma profunda discussão sobre os impactos tecnológicos na indústria e seus resultados positivos. Temas como Internet das Coisas (IoT), as relações de competitividade entre startup e grandes empresas e a solução da indústria 4.0 serão abordados por técnicos e especialistas de entidades renomadas, que realizarão também rodadas de negócios para fomentar a exportação dos produtos produzidos na região. O maior polo de tecnologia eletroeletrônica do país, o Vale da Eletrônica, espera movimentar cerca de R$ 500 milhões no evento. Com o tema “Impactando o mercado, gerando negócios e grandes parcerias”, o evento se mantém como vitrine de inovação tecnológica, ressaltando a forte potência do mercado eletroeletrônico.

Na terça-feira, dia 12, a programação terá início, às 15h, com palestras de especialistas da FIEMG. A primeira trata sobre a propriedade intelectual como estratégia de negócio, que é um dos entraves enfrentados por diversos empreendedores. Em seguida, o tema será a relação de competitividade entre startups e grandes empresas, pauta de grande relevância, principalmente porque esse modelo de empresas emergentes cresceu nos últimos anos e tem no Vale o ambiente ideal para seu crescimento. Logo depois, serão abordadas as soluções e os desafios da Indústria 4.0, na qual será destacado como a tecnologia impulsionou a mais nova revolução industrial. Também está na pauta das apresentações a certificação em agências reguladoras, ministrada por técnico do Instituto Brasileiro de Certificação (Ibrace).

As atividades continuam na quarta-feira, dia 13, com o início das rodadas de negócio - Projeto Comprador promovido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), realizadas das 15h às 17h30. Já no início da noite, será retomada a programação de palestras, sendo a primeira sobre o desenvolvimento da competitividade das empresas brasileiras, elaborada por uma especialista da Apex Brasil, seguida de outra sobre as soluções para internacionalização de empresas, apresentada por técnico da Confederação Nacional das Indústrias (CNI). Por fim, um gerente da Fiemg dá o caminho das pedras para as empresas consolidarem ou começarem a atuar no comércio internacional. A programação do dia termina com palestra sobre o impacto da reforma trabalhista nas relações do trabalho.

No último dia da Fivel, dia 14, especialistas do SENAI abordarão os impactos das normas regulamentadoras 10, 12 e 35 no dia a dia das empresas; os ganhos com a eficiência energética, sobre como o consumo energético racionalizado provoca economia expressiva e pode gerar competividade; e a inovação tecnológica - do protótipo ao produto, que apresenta o processo evolutivo desde a concepção da ideia à concepção do produto. A Internet das Coisas (IoT), revolução tecnológica baseada no compartilhamento de informação em nuvem também está na programação e será ministrada por especialistas do Inatel, encerrando o ciclo de exposições e debates.

Além da programação de palestras, a Feira vai apresentar grandes inovações. Entre elas, o lançamento da tornozeleira eletrônica mais eficiente no mercado, o PABX que pode zerar os custos de ligações para celular e uma central de alarmes residenciais controladas por smartphone. A expectativa é receber empresários, compradores, investidores, parceiros, órgãos governamentais, de diversos setores do país, para realizar negócios nas áreas de Eletroeletrônica, Telecomunicações, Segurança, Radiodifusão, Eletromédicos, Energia, Automação industrial, predial e comercial, Tecnologia da Informação (TI), Sustentabilidade, Construção Civil, Defesa, Automotivo, Iluminação, Internet das Coisas (IoT), Tecnologias Educacionais e na prestação de serviços em locação de hardware com licenciamento de ferramentas de comunicação e produtividade. A Fivel é uma iniciativa do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel).

Projeto comprador – Apex Brasil

O Projeto Comprador é uma iniciativa da Apex Brasil que visa atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira, estimulando assim as exportações e potencializando os produtos e serviços brasileiros no exterior. O projeto reúne empresas brasileiras de diversos portes e experiências diversificadas em exportação, desde as mais experientes às iniciantes.

A Apex Brasil também atua de forma coordenada com atores públicos e privados para atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o Brasil com foco em setores estratégicos para o desenvolvimento da competitividade das empresas brasileiras e do país.

Maior polo de tecnologia do país

O Vale da Eletrônica reúne 153 empresas em um Arranjo Produtivo Local (APL) cujo faturamento previsto, para 2017, é de R$ 3,2 bilhões. Produz mais de 14,5 mil produtos e emprega 14,7 mil pessoas, cerca de 29% da mão de obra da indústria eletrônica de Minas Gerais. Por ser berço da tecnologia de ponta no país, é comparado ao Vale do Silício, nos Estados Unidos.

Programação 

Horário

12/09

13/09

14/09

15h às 16h

A Propriedade intelectual como uma ferramenta estratégica de negócios

Miriam Pedroza Ferreira (FIEMG)

Rodada de Negócios

Projeto Comprador (APEX Brasil)

Entendendo as Normas Regulamentadoras NR 10, NR 12 e NR35

Jackson Amaro de Souza (SENAI)

16h30 às 17h30

Reescrevendo as regras da competição: como startups geram competitividade para grandes empresas -

Fábio Veras e Felipe Matheus (FIEMG)

Rodada de Negócios

Projeto Comprador (Apex Brasil)

Ganhos de competitividade para sua empresa utilizando a Eficiência Energética

Leandro Mariano Ribeiro (SENAI)

18h às 19h

As soluções e os desafios da Indústria 4.0

Ricardo Aloysio e Silva

(FIEMG)

“A Apex-Brasil e o Desenvolvimento da Competitividade das Empresas Brasileiras”

Laura Gurgel (Gestora de Projetos na Apex Brasil)

 

Rede Enterprise Europe Network: Soluções para Internacionalização de empresas

Maisa Caixeta (Unidade de Comércio Exterior da CNI)

 

Trilha de Atendimento do Centro Internacional de Negócios

Rebecca Macedo (Gerente do Centro Internacional de Negócios da FIEMG)

Inovação Tecnológica: do protótipo ao produto

Lucas Manoel Leite de Souza (SENAI)

19h30 às 20h30

OCD – Certificação em Agências Reguladoras

Heitor Argolo

(Diretor Técnico Ibrace)

O Impacto da Reforma Trabalhista nas Relações de Emprego

Amanda Costa da Silva

(Silveira & Associados)

Tendências em IoT

Diego Augusto Amorim Santos e  Luís Oliveira (IoT Research Group – Inatel)

Últimas notícias

  1. ICEI mostra otimismo na indústria mineira pelo terceiro mês consecutivo

    Leia

  2. Indústria moveleira da Zona da Mata conclui ciclo de palestra

    Leia

  3. Setor Moveleiro de Ubá e região participa de ciclo de treinamentos e capacitações

    Leia

  4. IEL e CNPq lançam programa para empresas que buscam soluções tecnológicas

    Leia

  5. P7 Criativo é escolhido como finalista do Prêmio de Cidadania Metropolitana

    Leia

  6. Parceria internacional de ideias e negócios inovadores

    Leia

  7. Indústrias do Vale do Rio Grande e região recebem treinamento sobre e-Social

    Leia

  8. Setor de laticínio do Norte de Minas participa de reunião sobre Programa Mais Leite Saudável

    Leia