Notícias

Empreendedorismo na engenharia

Programa Engenheiro Empreendedor apresenta projetos do 2º semestre de 2017

A turma do 2º semestre de 2017 do programa Engenheiro Empreendedor, ação liderada pelo IEL e SENAI, em parceria com o Sebrae Minas e Fapemig, realizou a cerimônia de conclusão de curso com os 10 projetos desenvolvidos durante a iniciativa no dia 18/12, na sede da FIEMG, em Belo Horizonte. O programa é realizado com o objetivo de desenvolver as habilidades empreendedoras dos estudantes e recém-formados dos cursos de Engenharia e graduações afins. Esta edição do programa teve início em outubro de 2017 e formou 58 novos empreendedores para o mercado. 

No total, o programa possui 99 horas de capacitação distribuídas em oito semanas onde os alunos participam de capacitações, mentorias técnicas com especialistas do SENAI e de negócios com empreendedores voluntários, palestras de temas como sensemaking e capital empreendedor, além de trabalhos supervisionados utilizando a estrutura e a equipe do P7 Criativo

Durante a cerimônia, foram escolhidos os três melhores projetos desenvolvidos o Engenheiro Empreendedor. 

O melhor projeto escolhido durante os dois meses de programa foi o Open Eyes, que pretende proporcionar aos deficientes visuais maior autonomia na escolha pessoal de seu vestuário. A ideia consiste em utilizar a tecnologia de smart tags NFC (Near Field Communication) para transmitir informações audíveis aos usuários e possibilitar a inclusão social deste segmento. 

Já o segundo lugar ficou com o grupo Bio Fiber, que desenvolveu um manta térmica e acústica a partir de fibras de côco, com objetivo de atender as normas técnicas para a construção civil, além de reduzir o impacto ambiental gerado pelas carcaças do fruto. 

No 3º posto está o Desestoca, plataforma online que promove o comércio de sobras de matérias-primas, principalmente painéis de MDF e MDP, entre empresários do ramo de móveis planejados. 

O diretor regional do SENAI e superintendente de educação do Sistema FIEMG, Cláudio Marcassa, enfatizou a consolidação do programa que em seis edições, teve 2439 inscritos, 420 vagas ofertadas e 14 turmas realizadas em duas regiões do estado, Região Metropolitana de Belo Horizonte, Vale do Aço e Sul de Minas. “O Engenheiro Empreendedor é uma ação que já está consolidada e representa o que há de mais nobre da essência do SENAI, que é formar e ensinar pessoas e capacitar nosso capital humano,” pontuou. 

Já o superintendente do IEL MG, Adair Marques, ressaltou o papel do programa que é o de aliar a tecnologia e o empreendedorismo à serviço da indústria. Segundo ele, EE trabalha com os novos profissionais várias facetas do mercado de atuação. “Os profissionais que saem do programa são capazes de atuar de todas formas possíveis por meio do empreendedorismo, seja ao se tornar um empreendedor, e fomentar a produção de riqueza em nosso estado e país; ou seja como um empreendedor dentro das empresas, como um colaborador,” disse. 

Ludmila Alves, aluna do Engenheiro Empreendedor, ressaltou que o programa permite aos estudantes e novos profissionais a chance de realizar e colocar em prática várias ideias. “Durante o período de curso, pudemos praticar aspectos  importante como trabalho em equipe, planejamento etc”, concluiu.

Galeria

Últimas notícias

  1. PCIR conclui ação de projetos inovadores no setor de TI de BH e região

    Leia

  2. Conselho de Educação aprimora apostila do “Futuros Engenheiros”

    Leia

  3. PCIR realiza primeira entrega do Programa de Branding em Taiobeiras

    Leia

  4. IEL: Plano de ação para 2018

    Leia

  5. Futuros Engenheiros para uma indústria do futuro

    Leia

  6. PCIR encerra ações 2017 na Regional Vale Paranaíba com mais de 200 indústrias atendidas

    Leia

  7. PCIR lança Perfil Industrial do Polo Calçadista de Nova Serrana e Região

    Leia

  8. Projetos do setor de TI são aprovados no edital de inovação para a indústria

    Leia