Notícias

Belo Horizonte recebe o 11° Seminário Internacional de Sustentabilidade

A Agenda 2030 e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram os destaques da abertura do evento, no Teatro SESIMINAS

A Agenda 2030 e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) representam uma grande oportunidade para que empresas, governos e a sociedade em geral possam planejar de forma coordenada a transformação do Brasil num lugar mais justo, solidário e próspero. “A Agenda 2030 busca, entre outros objetivos, a prosperidade humana, a redução da pobreza, a erradicação da fome, o combate às desigualdades e a proteção do planeta e das pessoas”, diz o secretário nacional de articulação social da Secretaria de Governo da Presidência da República, Henrique Villa da Costa Ferreira, que fez a palestra de abertura do 11° Seminário Internacional de Sustentabilidade, realizado pela FIEMG, no Teatro SESIMINAS, no dia 28/09.

Ele ressaltou que o alcance dos objetivos do desenvolvimento sustentável não é tarefa apenas do governo e que é uma oportunidade de fortalecimento dos negócios. “Não cabe apenas aos governos o esforço de execução da agenda, mas ao conjunto da sociedade brasileira, sem exceção. A inserção internacional do produto brasileiro ficará difícil se não forem observados princípios caros à Agenda 2030, princípios de sustentabilidade corporativa, por exemplo”, diz.                                                    

Adotada por 193 países-membros das Nações Unidas, inclusive o Brasil, a Agenda foi definida em um amplo processo participativo lançado na Rio+20, em 2012. O secretário executivo da Rede Brasil do Pacto Global, Carlo Pereira falou sobre os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável — conhecidos como ODS. Ao todo, eles estabelecem 169 metas e os meios para que todas possam ser atingidas até 2030. Esses objetivos são integrados e mesclam as três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental. “Nenhum ator é capaz de alcançar isoladamente o conjunto dos 17 ODS e suas 169 metas. Nenhuma meta pode ser alcançada sem parcerias plenas”, diz.

ALC_9779-C-pia.JPG

O vice-presidente da FIEMG, Aguinaldo Diniz Filho, ressaltou que a sustentabilidade passa por produzir com menos recursos naturais, menos desperdício e menos resíduos. “Não temos dúvidas de que para termos uma indústria sustentável é preciso mais produtividade e competitividade. Em um mercado globalizado, essa será, cada vez mais, a única forma de fazer negócios e de gerar oportunidades em Minas Gerais e no Brasil”, diz.

Ele apresentou o Programa Minas Sustentável, criado em 2011 pelo Sistema FIEMG, por meio do SESI MG, que apoia, incentiva e orienta empresários mineiros a adotarem processos produtivos mais sustentáveis e eficientes.

De lá para cá, 8.223 empresas foram assessoradas em 383 municípios mineiros e 3.330 trabalhadores e empresários capacitados. Foram concedidas 445 licenças ambientais e 1.663 empresas orientadas para a ecoeficiência.

Em dois dias os participantes vão debater temas como lideranças transformadoras que promovem sociedades pacíficas, justas e inclusivas; ética e integridade: o valor da confiança para os negócios e para a sociedade; desafios futuros: direitos humanos, educação e cidadania na América Latina; os valores socioambientais e os novos padrões de produção e consumo; água: gestão estratégica e qualidade de vida para todos; cidades criativas, inteligentes e sustentáveis: um novo conceito de design urbano para a prosperidade e desafios futuros: direitos humanos, educação e cidadania na América Latina.

Aguinaldo Diniz Filho anunciou o lançamento do Guia SESI FIEMG — A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. A publicação, que ficará disponível para acessos no site do Sistema FIEMG, descreve os avanços na promoção do desenvolvimento sustentável, desde a implementação dos Objetivos do Milênio, em 2000, até chegarmos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030. “O guia oferece uma descrição detalhada de cada novo objetivo, além de propostas e ideias para que empresas e pessoas possam contribuir para a consolidação da Agenda 2030 no Brasil”, diz.

Confira tudo o que aconteceu no Seminário:

Agenda para a Sustentabilidade

Debate sobre Direitos Humanos

O Valor da Confiança para Empresa e Sociedade

Padrões Sustentáveis de Produção e Consumo

Gestão Estratégica das Águas

Galeria

Últimas notícias

  1. Setores da panificação e supermercadista confiantes na recuperação econômica do país

    Leia

  2. Dono da rede de escolas Chromos faz palestra em almoço da ADCE

    Leia

  3. Indústria apresenta oportunidades de negócios no Brasil a empresários dos Emirados Árabes

    Leia

  4. Fogos de artifício para Festa da Padroeira

    Leia

  5. ABIMAQ celebra oito décadas de atuação em benefício da indústria

    Leia

  6. Empresários do setor metalmecânico do Vale do Aço participam da Missão de Prospecção Comercial

    Leia

  7. FIEMG inicia terceira ação PROCOMPI do setor metalmecânico do Vale do Aço

    Leia

  8. Alunos do SENAI-MG competem na WorldSkills

    Leia