Notícias

Estagiários da Escola Superior de Guerra visitam o CIT SENAI FIEMG

Visita faz parte do programa do curso de Logística e Mobilização Nacional

Estagiários do Curso de Logística e Mobilização Nacional da Escola Superior de Guerra (ESG) visitaram, no dia 17 de maio, o CIT SENAI FIEMG, em Belo Horizonte. O objetivo é colaborar no trabalho de conclusão de curso com uma experiência prática de estratégias de logísticas adotadas em instituições civis e militares. A equipe liderada pelo brigadeiro Medeiros, o coronel Antônio Celente e o coronel Ilton é composta por civis e oficiais militares das três forças de diversos estados do País.

A visita aconteceu por meio da Câmara da Indústria de Defesa e de Compras Governamentais da FIEMG (Condefesa) e os participantes foram recebidos pelo secretário executivo da Câmara da Indústria de Defesa da FIEMG, Fernando Castelo Branco e pelo diretor-executivo do Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG, professor José Policarpo.

A coordenadora de núcleo da Gerência de Projetos para a Indústria, Raquel Lopes, apresentou o Projeto Sudeste Competitivo, elaborado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com as federações, que mostra que para assegurar o escoamento ágil e eficiente da produção, a região Sudeste precisa de pelo menos R$ 63,2 bilhões de investimentos na malha de transportes.

Esse é o valor necessário para executar, até 2020, 86 projetos prioritários para modernizar e integrar o sistema logístico do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Uma vez concluídas, as obras propiciarão uma economia anual de até R$ 8,9 bilhões com o transporte de cargas para o setor produtivo, com base na movimentação projetada para o fim da década.

Segundo o economista da FIEMG Sérgio Guerra, a taxa de poupança e investimentos no Brasil está muito aquém do necessário para levar à frente os projetos prioritários de logística no Brasil. “Investimento em infraestrutura, sobretudo em estradas, tem um impacto considerável na evolução do PIB de qualquer país. Porém, o Brasil tem um déficit crescente em infraestrutura. Temos o desafio de viabilizar os bons projetos”, diz.

O analista de projetos da FIEMG Ricardo Xavier falou sobre as ações do CONDEFESA. O encontro encerrou com uma visita à Embraer, que desenvolve projetos de aviões para o mercado mundial, dentro do CIT SENAI FIEMG e ao Laboratório Aberto.

Galeria

Últimas notícias

  1. Instituto SENAI de Tecnologia em Alimentos & Bebidas estuda utilização de resíduos da indústria

    Leia

  2. Distrito Industrial de Araxá dá mais um passo importante no Projeto de Revitalização

    Leia

  3. SuperMinas 2017 traz as últimas novidades do varejo e oportunidades de negócios

    Leia

  4. SESI Música seleciona dez finalistas para cada categoria dentre os talentos da indústria

    Leia

  5. FIEMG repudia aumento de imposto

    Leia

  6. Prefeito de Uberaba visita a FIEMG

    Leia

  7. Tecnologia e Imaginação juntas no Dia das Crianças na Casa Fiat de Cultura

    Leia

  8. 11 de Outubro é Dia Nacional de Prevenção da Obesidade

    Leia