Notícias

Estagiários da Escola Superior de Guerra visitam o CIT SENAI FIEMG

Visita faz parte do programa do curso de Logística e Mobilização Nacional

Estagiários do Curso de Logística e Mobilização Nacional da Escola Superior de Guerra (ESG) visitaram, no dia 17 de maio, o CIT SENAI FIEMG, em Belo Horizonte. O objetivo é colaborar no trabalho de conclusão de curso com uma experiência prática de estratégias de logísticas adotadas em instituições civis e militares. A equipe liderada pelo brigadeiro Medeiros, o coronel Antônio Celente e o coronel Ilton é composta por civis e oficiais militares das três forças de diversos estados do País.

A visita aconteceu por meio da Câmara da Indústria de Defesa e de Compras Governamentais da FIEMG (Condefesa) e os participantes foram recebidos pelo secretário executivo da Câmara da Indústria de Defesa da FIEMG, Fernando Castelo Branco e pelo diretor-executivo do Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG, professor José Policarpo.

A coordenadora de núcleo da Gerência de Projetos para a Indústria, Raquel Lopes, apresentou o Projeto Sudeste Competitivo, elaborado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com as federações, que mostra que para assegurar o escoamento ágil e eficiente da produção, a região Sudeste precisa de pelo menos R$ 63,2 bilhões de investimentos na malha de transportes.

Esse é o valor necessário para executar, até 2020, 86 projetos prioritários para modernizar e integrar o sistema logístico do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Uma vez concluídas, as obras propiciarão uma economia anual de até R$ 8,9 bilhões com o transporte de cargas para o setor produtivo, com base na movimentação projetada para o fim da década.

Segundo o economista da FIEMG Sérgio Guerra, a taxa de poupança e investimentos no Brasil está muito aquém do necessário para levar à frente os projetos prioritários de logística no Brasil. “Investimento em infraestrutura, sobretudo em estradas, tem um impacto considerável na evolução do PIB de qualquer país. Porém, o Brasil tem um déficit crescente em infraestrutura. Temos o desafio de viabilizar os bons projetos”, diz.

O analista de projetos da FIEMG Ricardo Xavier falou sobre as ações do CONDEFESA. O encontro encerrou com uma visita à Embraer, que desenvolve projetos de aviões para o mercado mundial, dentro do CIT SENAI FIEMG e ao Laboratório Aberto.

Galeria

Últimas notícias

  1. FIEMG recebe ministro conselheiro da Embaixada da Indonésia no Brasil

    Leia

  2. Promover a cultura é para todos

    Leia

  3. CEMA se reúne na FIEMG

    Leia

  4. G-7 Contagem analisa demandas com a administração municipal e o legislativo

    Leia

  5. Parque Aquático do SESI é inaugurado em Juiz de Fora

    Leia

  6. DIMEP participa do Projeto Compre Bem’

    Leia

  7. Palestras na FIEMG esclarecem exportação para o setor metal mecânico

    Leia

  8. Gerando conexões pelo desenvolvimento

    Leia