Notícias

Jogos SESI se encerram em Uberlândia com aumento de atletas participantes

Torneio esportivo reuniu 600 industriários, de mais de 60 empresas, vindos de 24 municípios

GALERIA DE FOTOS  | RESULTADO FINAL 

Considerada a maior competição esportista classista de Minas Gerais e do Brasil, os Jogos SESI, encerrados em 20/10, em Uberlândia, duraram o ano inteiro. Envolveram mais de 40 munícipios do estado, 15 mil trabalhadores da indústria e 600 empresas. A etapa estadual, a última fase do torneio, consagrou essa mobilização em um evento especialmente preparado para os trabalhadores da indústria. “Graças ao nosso corpo técnico de primeira linha, conseguimos oferecer estrutura e organização esportiva como poucos no estado”, disse o gerente de Esportes e Atividades Físicas Empresarias do SESI-MG João Paulo Torchetti N. Resende.

Jogos-sesi-2.jpg

Os Jogos SESI 2017 comemoraram 20 edições. A etapa estadual, realizada de 26 a 29/10, na cidade do Triângulo Mineiro, reuniu cerca de 600 industriários, de 24 municípios, de mais de 60 indústrias. Os atletas disputaram nas modalidades futebol society (livre e máster), futsal, voleibol, basquete, Handebol, peteca, queimada, xadrez, atletismo, natação e tênis de mesa campo. O analista de Esportes e Lazer do Sesi, Alex Silvério da Silva, um dos responsáveis pela organização, comemorou o sucesso do evento. “Estamos celebrando duas décadas dos Jogos Sesi, que têm alcançado seu objetivo de proporcionar esporte e qualidade de vida para o trabalhador da indústria mineira. Este ano está sendo ótimo, pois resgatamos várias modalidades para a competição”, disse.

Os atletas industriários vieram de várias partes do estado para a competição. A alimentação e a hospedagem em Uberlândia foram bancadas pelo Sesi-MG, assim como toda a estrutura do torneio. O clima é de Olimpíada, a que muitos dos participantes o comparam. E também elogiam. Como Bruna Albino, 31 anos, engenheira de qualidade na Usiminas, em Ipatinga. Foi a sua quinta participação nos jogos, no qual integra o time de natação da empresa. Ela contou que gosta do clima e diz que a estrutura montada é muito boa. “Fiz muitas amizades nos Jogos Sesi. Acho que o esporte nos ensina muito: respeito pelos adversários, compromisso com treinamento. É muito bom”, disse.

Jogos-sesi-7.jpg

Vencedor dos 800 metros, Paulo Barros, 26 anos, moldador da Cooper Stander, sediada em Varginha, começou há um ano e meio a correr meio de brincadeira. Em 2015, participou de uma corrida de mais de dois quilômetros. Ficou extenuado, mas chegou em quinto lugar e sentiu um bem estar. Passou a fazer correndo o trajeto de 3,2 km entre casa e trabalho e pegou gosto. Começou, então, a treinar nos fins de semana também. “Sinto muita diferença quando não corro, fico com menos disposição e tenho mais sono. Recomendo muito a corrida para todos”, disse Barros.

Fernanda Duarte, 25 anos, também é veterana dos Jogos Sesi. Em Uberlândia foi a sua sétima participação, sempre na equipe de atletismo da Usiminas de Ipatinga, onde é operadora de produção. Ela venceu os 100 m rasos com folga. Fernanda contou que descobriu a corrida aos 18 anos. Apesar de gostar dos esportes coletivos, prefere os individuais, em que é a única responsável pelo bom ou mau desempenho. Ela afirmou que o esporte a ajudou a controlar a ansiedade e o temperamento forte. “Eu era muito nervosa e por qualquer coisinha queria brigar. Hoje tento dialogar e ir com mais calma”, disse.

Últimas notícias

  1. FIEMG investe em Centro de Treinamento para a Indústria 4.0

    Leia

  2. 1ª Mostra de Dança MOVIMENTA SESIMINAS

    Leia

  3. Indústria apoia avanço de projetos da agenda pós-reformas em 2018

    Leia

  4. Projetos apoiados pelo PCIR são aprovados no Edital de Inovação para a Indústria

    Leia

  5. CIEMG divulga agenda de cursos de março

    Leia

  6. Water Business: evento terá foco em negócios e em soluções sustentáveis

    Leia

  7. Seus vídeos na fan page oficial da Estrada Real

    Leia

  8. Startup do FIEMG Lab é selecionada para o Brazil Conference 2018

    Leia