Notícias

Minas Gerais e Nova Zelândia buscam aproximação em diversos setores

Setores como educação, tecnologia e economia criativa podem pautar agenda de aproximação entre mineiros e neozelandeses

A troca de experiências entre Minas Gerais e a Nova Zelândia em áreas como perspectivas econômicas em Negócios Internacionais e em Comércio Exterior foi o tema principal do encontro entre o vice-presidente do Sistema FIEMG, Aguinaldo Diniz, e a embaixadora da Nova Zelândia no Brasil, Caroline Bilkey, no dia 10/07. A reunião aconteceu na sede da entidade, em Belo Horizonte.

Em 2016, o intercâmbio comercial entre as duas regiões apresentou saldo comercial favorável a Minas Gerais no valor de US$ 15,5 milhões, sendo que empresas mineiras exportaram um total de US$ 16,4 milhões e importaram aproximadamente US$ 820 mil. Além disso, 45 empresas mineiras exportaram para o país da Oceania e outras 19 fizeram importações.

Segundo o vice-presidente do Sistema FIEMG, Aguinaldo Diniz, a possibilidade de fortalecer os dois mercados é muito interessante, uma vez que existe grande potencial de negócios entre as duas regiões.

“Atualmente, temos um intercâmbio comercial relativamente pequeno entre Minas Gerais e Nova Zelândia. A Federação é a casa da indústria e seria interessante trabalharmos de forma pragmática para que os empresários dos dois países conheçam uns aos outros, seja por meio de workshops, missões ou até mesmo a instalação de um consulado honorário da Nova Zelândia, em Belo Horizonte,” disse.

A representante neozelandesa, Caroline Bilkey, enfatizou o interesse em estreitar os laços econômicos, culturais e educacionais com os mineiros. Para Caroline, um dos principais motivos da visita a Minas Gerais é entender como a FIEMG pode auxiliar estrategicamente na criação de uma agenda entre as duas regiões.

“Nosso intuito é o de compreender como podemos unir as agendas mineira e da Nova Zelândia para gerar competitividade no mercado. Essa pode ser uma saída interessante para o entendimento de novos mercados para ambos como Mercosul, Austrália, Europa e países asiáticos,” contou. A diplomata ainda completou que alguns setores apresentam ótimas oportunidades de trocas para mineiros e neozelandeses como educação, economia criativa, agrotecnologia, inovação e gestão pública.

Como o passo inicial dessa aproximação, a embaixadora anunciou a promoção de um festival de cinema neozelandês, de 24 a 30/08, no Cine Belas-Artes, em Belo Horizonte. No total, serão exibidos nove filmes, com entrada franca.

Também participaram do encontro o superintendente executivo de Relações Institucionais do Sistema FIEMG, Paulo Brant; o consultor internacional da entidade, Eduardo Azeredo, e a assessora de políticas públicas da embaixada neozelandesa, Jaqueline Gil.

Últimas notícias

  1. CIT SENAI FIEMG inaugura dois laboratórios para fomentar tecnologia e inovação da indústria mineira

    Leia

  2. Roberto Revelino toma posse da presidência da Regional Pontal do Triângulo

    Leia

  3. Etapa estadual do Circuito SESI de Tênis

    Leia

  4. Time brasileiro que participou de mundial em Abu Dhabi é recebido pelo presidente Michel Temer

    Leia

  5. Sindicato das Indústrias de Alimentação de Juiz de Fora assina Protocolo de Intenções com ISTA&B

    Leia

  6. Integração e investimentos para inovação tecnológica

    Leia

  7. Teatro SESIMINAS recebe a grande final do Festival SESI Música 2017

    Leia

  8. Seminário sobre construção sustentável reúne especialistas nacionais e internacionais na FIEMG

    Leia