Notícias

Oportunidades no mundo árabe

Seminário na FIEMG discute possibilidades de expansão para a Zona Franca de Ras Al Khaimah

A FIEMG realizou, no dia 31/08, seminário para apresentar às indústrias mineiras características específicas do mundo árabe que devem ser entendidas por quem deseja realizar negócios com seus países. Em parceria com a Câmara de Comércio Árabe Brasileira, foram discutidas as oportunidades de comércio, investimentos e parcerias na Zona Franca de Ras Al Khaimah, considerada a capital industrial dos Emirados Árabes Unidos. “Temos um Produto Interno Bruto de 348 bilhões de dólares e uma população crescente, de 10 milhões de pessoas, graças à estabilidade econômica e política dos Emirados”, salientou o gerente de Desenvolvimento de Negócios da Zona Franca de Ras Al Khaimah, David Zabinsky.

Segundo ele, o país, que exporta US$ 5 bilhões para o continente americano, tem uma localização privilegiada, que o coloca como centro de negócios global. “O aeroporto de Dubai está a quatro horas de um terço da população mundial e a oito horas de três quartos do mundo”, frisou.

A economia de Ras Al Khaimah é diversificada, com crescimento médio de 8% ao ano desde 2010 e um mercado aberto aos investimentos externos. Empresas interessadas em fazer negócios na região podem optar por quatro modelos de empreendimento, de acordo com Zabinsky. “Pode ser uma mesa virtual, um escritório físico, uma instalação para armazenamento de produtos para exportação ou um espaço para produção em zona industrial a um preço de menos de US$ 5 dólares por metro quadrado”, informou.

O superintendente executivo de Relações Institucionais da FIEMG, Paulo Brant, a internacionalização é uma prioridade para as indústrias mineiras para sair da crise. “O Brasil tem uma cultura amigável ao intercâmbio com os estrangeiros, e a internacionalização é o principal caminho para o país captar pessoas, tecnologias, produtos e serviços”, disse ele.

Segundo ele, o Brasil irá retomar o processo de crescimento, mas sobre bases diferentes. “O fim do bônus demográfico e da capacidade financeira do Estado para investir, e a quarta revolução industrial são fatores que estão contribuindo para redesenhar os modelos de negócios no país”, completou.

Veja também: 

Parcerias com os Emirados Árabes

SJJ_5525.JPG

Últimas notícias

  1. Exposibram: competitividade e tecnologia como desafios da mineração nos próximos 20 anos

    Leia

  2. FIEMG e FIEB: Sinergia em inovação e tecnologia

    Leia

  3. Café empresarial: inovar para abrir novos mercados e ser mais competitivo

    Leia

  4. 11ª Primavera dos Museus no SESI Museu de Artes e Ofícios

    Leia

  5. Minascon | Construir Mais com Menos supera expectativa da organização e atrai grande público em Uberlândia

    Leia

  6. FIEMG lança Plano “Perspectivas de Desenvolvimento Socioeconômico do Alto Paranaíba e Noroeste Mineiro”

    Leia

  7. Minas Trend divulga desfiles da temporada Outono-Inverno/2018

    Leia

  8. FIEMG Lab conectado com o Reino Unido

    Leia