Notícias

Prefeito de Pedro Leopoldo homenageia alunos do SESI da cidade

Grupo destacou-se entre os mais de 2 mil projetos da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia promovida pela USP

O prefeito de Pedro Leopoldo Cristiano Costa recebeu seis alunos do SESI do município em seu gabinete. Eles foram premiados na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), promovida e organizada pela Universidade de São Paulo (USP), de 21 a 24 de março. O objetivo da feira é incentivar a criatividade dos estudantes do ensino básico através do desenvolvimento de projetos científicos em áreas da ciência e da engenharia. “Temos que valorizar esses talentos. Esses jovens devem servir de exemplo para outros estudantes. Seja qual for o caminho que escolhermos, se sonharmos alto, nós alcançamos”, elogiou o prefeito.

Os jovens Alessandro Azevedo, Ana Paula Castilho e Ana Alice Pimenta, da Escola SESI Pedro Leopoldo, desenvolveram uma tinta à base de dióxido de titânio e cal, que, entre outras honrarias, lhes rendeu o prêmio internacional Most Outstanding Exhibit in Material Science, da ASM Materials Education Foundation. O produto é capaz de transformar poluentes atmosféricos em gases inofensivos. Ana Pimenta explicou que a escolha dessa linha de pesquisa deveu-se ao fato de que doenças respiratórias são o quarto maior motivo de internação na cidade. “Com essa tecnologia podemos ajudar a minimizar esse impacto. A tinta tem boa qualidade e preço competitivo”, disse Pimenta, que confirmou sua vocação para cientista ao “pôr a mão na massa” durante o projeto.

O outro grupo era formado por Amanda Cássia, karen Viveiro e Lucas Amorim, também alunos da Escola SESI da cidade, a 45 km de Belo Horizonte. Eles descobriram que a papaína, enzima extraída do mamão, age sobre os ovos do schistosoma mansoni, parasita que causa a esquistossomose em humanos. A papaína impede a reprodução do schistossoma ao destruir a camada exterior dos ovos do parasita. Com a descoberta, os estudantes ficaram em 3º lugar na categoria de pesquisa de Ciências Exatas e da Terra e ganharam uma credencial para participar na Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia, em setembro, no Recife. “Nós todos amadurecemos durante o trabalho na pesquisa. Nossa visão de mundo mudou e aprendemos a organizar melhor o nosso tempo”, contou Amorim.

Últimas notícias

  1. CIEMG orienta empresas sobre o plano especial para a quitação de dívidas com o fisco estadual

    Leia

  2. Indústria mineira defende reformas

    Leia

  3. Região Metropolitana de BH será reconhecida como polo produtor de cerveja artesanal

    Leia

  4. Galpão fabril é palco para a Cia de Dança SESIMINAS

    Leia

  5. Para indústria mineira, nova alta de impostos prejudica retomada do crescimento econômico

    Leia

  6. FIEMG promove degustação dirigida de queijos e cervejas artesanais no Minas Láctea 2017

    Leia

  7. Comat se reúne no SENAI Paulo de Tarso em Belo Horizonte

    Leia

  8. Nova indústria para um mundo novo

    Leia