Notícias

Produtividade para o canteiro de obras

Construção industrializada é tema de Congresso Técnico do Sinduscon-MG durante o Minascon

“Os desafios da construção industrializada” foi tema do Congresso Técnico do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG) no dia 12/09. Os debates sobre o assunto aconteceram durante o Minascon 2017, maior evento unificado da construção no estado, realizado de forma inédita fora da capital, em Uberlândia. 

O Congresso Técnico do Sinduscon-MG foi dividido em três momentos. O primeiro foi a apresentação do Manual da Construção Industrializada, produzido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) em parceria com entidades de classe do setor. A publicação foi mostrada ao público, formado por empresários e estudantes de engenharia e arquitetura, pela professora da Universidade de Brasília, Raquel Naves Blumenschein. 

Ela afirmou que o futuro da construção passa pela industrialização dos processos produtivos. Blumenschein explicou que o Manual é uma publicação simples, técnica, prática e fácil leitura, que auxilia os profissionais no raciocínio para a construção industrializada. O documento é composto por três partes: conceitos, exemplos de planilhas (check-lists) e um conjunto de exemplos de projetos de construção industrializada em concreto, madeira e alguns usos em cerâmica. 

O segundo momento do Congresso foi conduzido pelo engenheiro e professor da USP, Ubiraci Spinelli. Ele apresentou a palestra “Construção Industrializada e produtividade no canteiro”, em que expôs exemplos de produtos que conferem menor custo nas obras. 

Spinelli mostrou que a produção pré-fabricada aliada à concepção adequada dos processos e da organização das obras resulta em competitividade e maior produtividade para o setor. “Quando falamos em construção industrializada, é preciso lembrar que todo o processo construtivo deve ser pensado para receber os produtos fabricados fora do espaço da obra. Isso significa dizer que o canteiro precisa ser concebido para esse fim”, alertou o professor. 

A parte final do Congresso foi coordenada pela professora da Universidade Federal de Uberlândia, Maria Cristina Vidigal de Lima, que mediou os debates entre o público e os palestrantes.

Últimas notícias

  1. Exposibram: competitividade e tecnologia como desafios da mineração nos próximos 20 anos

    Leia

  2. FIEMG e FIEB: Sinergia em inovação e tecnologia

    Leia

  3. Café empresarial: inovar para abrir novos mercados e ser mais competitivo

    Leia

  4. 11ª Primavera dos Museus no SESI Museu de Artes e Ofícios

    Leia

  5. Minascon | Construir Mais com Menos supera expectativa da organização e atrai grande público em Uberlândia

    Leia

  6. FIEMG lança Plano “Perspectivas de Desenvolvimento Socioeconômico do Alto Paranaíba e Noroeste Mineiro”

    Leia

  7. Minas Trend divulga desfiles da temporada Outono-Inverno/2018

    Leia

  8. FIEMG Lab conectado com o Reino Unido

    Leia