Notícias

Programa Portal Único de Comércio Exterior foi ampliado para modal marítimo e rodoviário

Ferramenta que simplifica trâmites para vendas externas foi apresentada durante o Seminário Operações de Comércio Exterior

O diretor do Departamento de Operações de Comércio Exterior (Decex) do Governo Federal, Renato Agostinho da Silva, apresentou no dia 27/06, na FIEMG, as novidades do Programa Portal Único de Comércio Exterior, lançado em março/2017, que unifica todos os sistemas dos órgãos envolvidos nos processos de exportação e importação no país. “Temos funcionando o novo processo de exportação do modal aéreo. A partir de amanhã será ampliado para o modal marítimo e rodoviário. Esses são os modais mais significativos das nossas exportações”, informou. 

O programa foi apresentado durante o Seminário Operações de Comércio Exterior promovido pelo Sistema FIEMG, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).  

Segundo o diretor, a iniciativa de redesenho dos processos de importação e exportação visa trazer mais eficiência e integração dos processos. “O portal permite a substituição de três documentos por apenas um - que é a Declaração Única de Exportação, a integração com a Nota Fiscal Eletrônica (NF), além de reduzir em 60% a necessidade de preenchimento de documentos”, diz. 

O programa integra 22 órgãos que atuam nos processos de exportação e importação. “Esses órgãos não atuavam de maneira coordenada, o que causava muita repetição, levando a perda de tempo e maior probabilidade de erros, que resultava em atrasos e multas”, diz. 

Competitividade - Um estudo do Banco Mundial aponta que cada dia de atraso na carga da empresa repercute em aproximadamente 1% do valor da mesma. Com o programa o governo tem uma meta de redução de 13 para oito dias no caso das exportações e de 17 para dez dias nas importações. “Uma estimativa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que, caso a meta de redução de 40% no tempo de importação e exportação no País seja alcançada, teremos um incremento no PIB de cerca de 1,52% (US$ 23,8 bi) no primeiro ano, após a implementação completa do Portal Único de Comércio Exterior. Esse ganho vai aumentando ao longo do tempo chegando a até 2,5% (US$ 74,9bi) em cerca de 15 anos”, diz. 

O Portal Único vai permitir que as empresas apresentem as informações uma única vez aos órgãos federais, o que irá reduzir a burocracia e os custos de exportadores e importadores. Com as medidas, estima-se que a economia anual das empresas que trabalham no comércio exterior poderá superar a R$ 50 bilhões. O objetivo é também ampliar a transparência, ao permitir que as empresas acompanhem pela internet o andamento de suas operações com detalhes. 

O evento também discutiu sobre Drawback, controle administrativo no COMEX e licenças de importação. 

ALC_9190-1-.JPG

 

Últimas notícias

  1. CIT SENAI FIEMG recebe a visita de Sérgio Mascarenhas

    Leia

  2. SESI e SENAI ampliam programa de educação

    Leia

  3. FIEMG realiza workshop tributário em Santo Antônio do Monte

    Leia

  4. 19ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho em Governador Valadares

    Leia

  5. Abertas as inscrições para a 1 Edição do Festival Curtas Fashion

    Leia

  6. 11º Seminário Internacional de Sustentabilidade

    Leia

  7. Seminário em Nanuque e Teófilo Otoni mostra como a energia fotovoltaica pode reduzir custos nas empresas

    Leia

  8. FIEMG promove degustação dirigida de queijos e cervejas artesanais no Minas Láctea 2017

    Leia