Notícias

Quarta Revolução Industrial no setor da moda já começou

SENAI MG traz “Espelho Virtual”, parte da planta modelo de confecção 4.0, para o Expominas

O SENAI MG, em parceria com o SENAI CETIQT e o SENAI Modatec, está trazendo para o Minas Trend um “Espelho Virtual”. O equipamento faz parte da planta modelo de confecção 4.0, onde o cliente se vê dentro da roupa que deseja adquirir e tem a possibilidade de personaliza-la. Tudo começa com a interação entre a pessoa e uma tela de realidade virtual e termina com o produto customizado de acordo com o gosto do cliente, inclusive a escolha de estampa e cores. “Estamos trazendo essa Vitrine Virtual, parte integrante da fábrica 4.0 instalada no SENAI CETIQT para que o público mineiro possa entender a filosofia e os conceitos da indústria 4.0, aplicada na indústria de confecção”, diz o diretor do SENAI Modatec, Jorge Peixoto. 

O projeto marca a integração entre os espaços virtuais e físicos, ligando consumidor, produtos, máquinas, softwares, sistemas produtivos e a cadeia de suprimentos e distribuição. Nesse sistema, o cliente é o próprio designer.

A Confecção 4.0 conta com o espelho virtual, que possui um sistema conectado a uma câmera para realizar o sensoriamento das medidas do cliente, que escolhe o tipo de produto desejado. Pode ser uma calça corsário, capri, legging ou bermuda, produzida com um tecido com funcionalidade anti-bacteriana composto de 80% poliéster e 20% elastano, por exemplo.

O modelo também ajudaria pessoas com dificuldades para encontrar roupas adequadas ao biotipo. Se necessário, o cliente pode ajustar manualmente o tamanho do produto e personalizar as estampas. Para finalizar, é possível inserir o nome ou assinatura do cliente no cós da calça, garantindo a exclusividade.

Além disso, será impressa uma etiqueta em formato QR Code, com informações sobre as especificações técnicas do produto, como o tamanho, tipo de fibras, fornecedor, instruções de lavagem e informações do cliente. Finalizando a compra, iniciará automaticamente o processo de fabricação.

“Não há dúvidas de que o modelo de indústria 4.0 será o futuro da manufatura, com a participação cada vez maior do consumidor no processo de produção, tendo a conectividade como diferencial. Será uma nova etapa para a indústria e para o consumidor, de customização e democratização da moda, dentro de um modelo de confecção e consumo bem diferente do que existe hoje”, explica Peixoto.

O conceito de confecção 4.0 está associado à quarta revolução industrial que já está acontecendo. Espera-se que no futuro não haja estoque de insumos e produtos acabados - produz somente o que for vendido. Também trata-se de um sistema sem pré ou pós tratamento do tecido, ou seja, sem uso de água no processo.

O público terá acesso ao Espelho Virtual durante o Minas Trend, entre 17 e 20 de abril, no Expominas, em Belo Horizonte, de 3ª a 5ª feira, das 10 às 20 horas e 6ª feira das 10 às 17 horas.

Últimas notícias

  1. Missão empresarial para o Paraguai busca oportunidades de negócios

    Leia

  2. Empresas do Vale da Eletrônica apresentam novidades na Exposec 2018

    Leia

  3. Bailarina do SESI representa Barbacena em festival em Joinville

    Leia

  4. Fernando Pimentel é homenageado pela indústria mineira do audiovisual

    Leia

  5. Rede Metrológica de Minas Gerais faz homenagem a presidente da FIEMG

    Leia

  6. Lifting – Uma comédia cirúrgica

    Leia

  7. Conselho de Desenvolvimento Econômico é criado em Contagem

    Leia

  8. Workshop Implementação dos ODS na Estratégia Empresarial

    Leia