Notícias

Segurança pública é tema de reunião de empresários e gestão municipal

CIEMG propõe colegiado para definir ações emergenciais de forma conjunta

Agravada pela crise econômica, a questão da segurança pública na Cidade Industrial de Contagem foi o tema da reunião de junho da diretoria executiva do CIEMG que reuniu o coronel Mauro Lúcio Alves, comandante da 2ª Região, o secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano, José Roberto Garbazza e Stefano Corradi, diretor de Tecnologia da secretaria de Defesa Social.

A reunião de trabalho aprovou proposta do CIEMG para criar um colegiado de atores estratégicos, “reunindo os grupos envolvidos na questão para definir tanto ações emergenciais quanto contínuas”, disse o presidente do CIEMG, José Agostinho da Silveira Neto. Assim, a próxima reunião de trabalho terá também a participação do G-7 Contagem e do Consep – Conselho Comunitário de Segurança Pública. Dessa reunião deverão participar, além da Polícia Militar, também Polícia Rodoviária Federal e a Guarda Municipal, anunciou o coronel Mauro Lúcio.

A segurança tem sido uma questão constante, especialmente no Distrito Industrial Juventino Dias, o primeiro espaço a receber “as empresas que geram riquezas”, disse o empresário Cássio Braga. Essa situação precisa ser revertida, alertou, começando pelos pontos de droga. “Esse problema afeta diretamente o funcionamento das empresas, inclusive na contratação de pessoal, especialmente para o período noturno”. Outra questão levantada por ele é social, ao destacar a necessidade também de alocar recursos para atender as comunidades dominadas pelo crime.

O quadro é mais complexo e necessita de ações da administração municipal em questões como a iluminação, a capina de espaços públicos e a fiscalização sobre a ocupação irregular de áreas onde são vendidos alimentos, nas calçadas, sem qualquer controle sanitário. “Apesar dos esforços das empresas e parcerias, são situações lamentáveis de nossas instalações depredadas, de degradação da infraestrutura e do meio ambiente”, relatou o industrial.

MONITORAMENTO
O diálogo com a administração municipal, compartilhando problemas e soluções tem sido uma caraterística dessa gestão, registrou o presidente do CIEMG, em seguida à apresentação do secretário José Roberto sobre as ações da atual gestão em relação à segurança e desenvolvimento do município.

Deverá estar em funcionamento no município, em 2018, um sistema que ampliará em até 70% a agilidade de resposta em ações de segurança pública e mobilidade urbana, anunciou, nessa reunião, o diretor Stefano Corradi. Na ocasião, ele apresentou o projeto do Centro Integrado de Comando e Controle que reunirá, no mesmo espaço, câmeras de monitoramento da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, SAMU e Transcon, áreas industriais, além de outros pontos vulneráveis e estratégicos do município que estão sendo identificados.

Corradi anunciou ainda outro projeto em desenvolvimento, que denominou de Anel Digital e explicou se tratar de um circuito de câmeras nas principais entradas e saídas de Contagem, para monitoramento de todos os veículos que passarem por esse circuito. “A perspectiva é de que entre em funcionamento em setembro/outubro de 2018”, adiantou o diretor.

Últimas notícias

  1. FIEMG e Fundação Renova em painel da Exposibram sobre recomposição ambiental do Rio Doce

    Leia

  2. SESI MG aposta na transformação pela Educação e amplia assistência na área

    Leia

  3. FIEMG lança Plano “Perspectivas de Desenvolvimento Socioeconômico do Alto Paranaíba e Noroeste Mineiro”

    Leia

  4. FIEMG realiza evento sobre a inovação no futuro das grandes empresas

    Leia

  5. Instituto Estrada Real lança novo Passaporte para a maior rota turística do país

    Leia

  6. Minascon | Construir Mais com Menos supera expectativa da organização e atrai grande público em Uberlândia

    Leia

  7. 11ª Primavera dos Museus no SESI Museu de Artes e Ofícios

    Leia

  8. FIEMG lança Plano “Perspectivas de Desenvolvimento Socioeconômico do Alto Paranaíba e Noroeste Mineiro”

    Leia