Notícias

Workshop na FIEMG explica o Guia de Implementação dos ODS para empresas

Objetivo do documento é estimular a inserção das práticas sustentáveis na estratégia das empresas

A Anglo American & Rede Brasil do Pacto Global realizaram, em 5/12, em parceria com a FIEMG na sede da entidade, em Belo Horizonte, o workshop do Guia de Implementação dos ODS para Empresas (SDG Compass). O guia dos ODS para empresas foi lançado em 2015 e traz os cinco passos que representam o amadurecimento corporativo frente à Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. O documento contém um conjunto de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A gerente de Responsabilidade Social e Empresarial do Sistema FIEMG, Luciene Araújo, explicou que o objetivo do evento é explicar a ferramenta que o Pacto Global criou, que se chama SDG Compass. Por isso, optou-se por demonstrar o seu lado prático. Mostrar o que são as ODS, a agenda 2030, proposta pela ONU, e em seguida demonstrar como cada empresa pode incorporar, seja qual for o seu porte, a ideia do desenvolvimento sustentável no seu dia a dia. “A minha linha de produtos atende às necessidades da sociedade? Acreditamos ser possível fazer um alinhamento dos negócios com os objetivos pra minimizar impactos no meio ambiente. Isso reduz custos e amplia mercados. Nosso guia é muito simples, foi feito pensando na pequena e média empresa”, contou Luciene Araújo.

workshop-guia-sustentabilidade-1.jpg

O documento foi traduzido e lançado no Brasil pela Rede Brasil do Pacto Global, em parceria com o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável e a representação do GRI no país. A Agenda 2030 foi validada por 193 países-membros da ONU. Durante o encontro, os participantes conheceram os cases do Banco Itaú, da Anglo American e da Enel Brasil e discutiram o papel das empresas na Agenda 2030. O gerente de Relações Governamentais da Anglo American, Felipe Starling, participou do encontro. “Vamos realçar a importância de se ter os objetivos do desenvolvimento sustentável dentro da estratégia da empresa. Isso, porém, não acontece do dia para a noite. As pessoas precisam entender do que se trata. Há toda a metodologia do Compass, que ajuda a levar isso para dentro da empresa”, explicou Starling.

Starling conta que a Anglo tem seguido a metodologia desde o ano passado. O primeiro passo foi explicar seu significado. Em seguida, foram definidas as prioridades para se alcançar os objetivos. A Anglo agora está na fase de escolher os indicadores para mapear o progresso realizado e atingir os objetivos. “Este mês vamos mostrar esses indicadores internamente. Depois, no passo 3 do Compass, no ano que vem, vamos incorporar isso dentro dos negócios e das atividades, que consiste na etapa 4”, disse Starling.

 

 

Últimas notícias

  1. FIEMG investe em Centro de Treinamento para a Indústria 4.0

    Leia

  2. 1ª Mostra de Dança MOVIMENTA SESIMINAS

    Leia

  3. Indústria apoia avanço de projetos da agenda pós-reformas em 2018

    Leia

  4. Projetos apoiados pelo PCIR são aprovados no Edital de Inovação para a Indústria

    Leia

  5. CIEMG divulga agenda de cursos de março

    Leia

  6. Water Business: evento terá foco em negócios e em soluções sustentáveis

    Leia

  7. Seus vídeos na fan page oficial da Estrada Real

    Leia

  8. Startup do FIEMG Lab é selecionada para o Brazil Conference 2018

    Leia