Notícias

Acordo para destinação de resíduos beneficia indústrias moveleiras de Uberaba

Sindicado firma parceria com prestadores de serviço e aterro sanitário e consegue reduzir custos para associados

O Sindicato das Indústrias da Marcenaria, Carpintaria e Serraria de Uberaba (Sindmov) firmou uma parceria com empresas de destinação final de resíduos sólidos, com o objetivo de reduzir custos e incentivar o descarte correto para indústrias do setor. Depois de realizar um diagnóstico para identificar a maneira mais adequada ambientalmente para a disposição dos rejeitos, o Sindmov promoveu rodadas de negócios tanto com companhias de transporte de resíduos como com o aterro sanitário da cidade, e conseguiu diminuir em 51% o preço final dos serviços para as empresas associadas à entidade.

A iniciativa ficou em terceiro lugar na categoria Defesa Setorial do 1º Prêmio Melhores Práticas Sindicais da FIEMG. O Prêmio elegeu as mais inovadoras ações de cada estado nas categorias “comunicação, relacionamento com o associado e programas de associativismo”, “negociação coletiva” e “defesa setorial”.

O setor moveleiro utiliza como matéria-prima MDF (Medium Density Fiberboard) e MDP (Medium Density Particleboard), materiais produzidos com aglutinação de pedaços de madeira e que podem conter produtos inadequados à geração de energia pela emissão de poluentes atmosféricos.

O estudo elaborado pelo Sindmov comprovou que a disposição final adequada dos resíduos seria em aterro sanitário, o que deu origem à ideia de negociação com os prestadores desses serviços.

Últimas notícias

  1. FIEMG entende que manutenção da Selic em 6,50% a.a. é conservadora

    Leia

  2. Cooperação para competitividade da indústria

    Leia

  3. Greve dos caminhoneiros abala confiança dos empresários

    Leia

  4. Atividade da construção permanece fraca em abril

    Leia

  5. Prêmio SESI de Literatura alcança mais de mil inscrições

    Leia

  6. II Conferência de Meio Ambiente debate Políticas Ambientais em Contagem

    Leia

  7. Polo de Confecção de Espinosa/MG recebe visita técnica para mapear necessidades

    Leia

  8. Tabelamento de frete pode levar à formação de cartel, aponta Cade

    Leia