Notícias

Cônsul-geral do Japão e presidente do CIEMG inauguram obras do Centro Infantil Madre Tarcísia

Recursos do governo japonês e de empresários ampliam o atendimento para mais de 140 crianças

Exatamente 10 meses após a liberação de recursos doados pelo povo do Japão ao COEP – o órgão de responsabilidade social do CIEMG –, o cônsul-geral do Japão no Rio de Janeiro, Yoshitaka Hoshino e o presidente José Agostinho da Silveira Neto inauguraram as obras de ampliação e reforma do Centro de Educação Infantil Madre Tarcísia, no Bairro Bela Vista, em Contagem.

Um dos grandes problemas sociais do Japão é a falta de creches para garantir tranquilidade às mães que trabalham e, muitas mulheres optam por não ter filhos. Isso levou, de 2008 até agora, à queda de um milhão de pessoas na população do Japão e, ao mesmo tempo, disse o cônsul Hoshino, nesta quarta-feira, 6 de dezembro. “Temos essa preocupação em comum com o Brasil e o esforço para solucionar essa questão é de fundamental importância para a sociedade”, ressaltou ele.

No início desse ano, por iniciativa da voluntária Maria Augusta Panzera foi criado e encaminhado ao governo do Japão, por meio do Programa de Assistência a Projetos Comunitários e Segurança Humana (APC), o projeto que, aprovado, liberou R$ 213 mil para a ampliação e reforma da entidade de assistência social que hoje atende 93 crianças, em horário integral.   

Trata-se de um programa de pequeno porte que, em 18 anos, apoiou 41 instituições de assistência social em Minas Gerais, informou o cônsul, ao destacar que essa contribuição “é uma demonstração do afeto e afinidade especial que os japoneses sentem pelo Brasil”.

Voluntários, o Rotary Club de Contagem e empresários e do CIEMG que, desde 2002, apoiam as ações do COEP para melhorar a realidade daqueles que vivem em situações menos favorecidas no município, entre famílias, crianças, jovens e adultos, também por meio de capacitação, profissionalização e encaminhamento para o trabalho, “abraçaram de forma ainda mais especial esse projeto”, destacou o presidente do CIEMG.

Assim, além da construção de 4 salas e banheiros, “as doações de outros voluntários agregaram valor à obra”, informou a presidente do COEP Contagem, Martha Lassance.  Assim foram garantidos a instalação de mais chuveiros, a reforma das antigas instalações elétricas e de outra de aquecimento solar, além de um poço artesiano. Outro acréscimo foi o espaço multiuso coberto, de mais de 300 m², “destinado às atividades cotidianas das crianças”, informou.

As obras ampliaram o atendimento – que hoje é de 93 crianças de 4 a 11 meses –, para mais 50 crianças de até 5 anos e 11 meses de idade, de famílias da região dos bairros  Bela Vista, Beatriz e Bernardo Monteiro. “Nessa idade, as crianças serão encaminhadas diretamente para cursar escola pública”, informou a presidente do COEP. 

Galeria

Últimas notícias

  1. Museu de Artes e Ofícios celebra o aniversário de BH

    Leia

  2. SESI MG promoveu atrações na FNA

    Leia

  3. Cia. Caititu em “Calango deu! Os causos da Donazaninha”

    Leia

  4. Mais desenvolvimento para Cataguases

    Leia

  5. Conselho de Assuntos Metropolitanos se reúne na FIEMG

    Leia

  6. As melhores práticas de liderança

    Leia

  7. Palcos para grandes espetáculos

    Leia

  8. Alunos de processamento de carnes concluem curso

    Leia