Notícias

SINDVEL participa de missão empresarial com foco no setor sucroenergético em Uberaba

Missão teve proposta teve como finalidade aumentar a competitividade das empresas participantes do projeto no segmento de eletroeletrônica do Sul de Minas

Representado pelo presidente, Roberto de Souza Pinto e pelo diretor de Tecnologia e Inovação, Frederico Ferrão, o Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL) participou de uma missão empresarial com visita às usinas do setor sucroenergético promovida pelo Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (Procompi) nas cidades de Uberaba e Monte Belo – MG, durante os dias 8 e 9/5. 

O Procompi é resultado de uma parceria entre a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O programa opera no país desde 1998 e tem como objetivo elevar a competitividade das indústrias de menor porte através do estímulo à cooperação entre as empresas, à organização do setor e ao desenvolvimento empresarial e territorial. 

O cronograma da missão consistiu em visitas técnicas feitas à Usina Uberaba (Uberaba) e Usina Monte Alegre (Monte Belo). Durante essas visitas, os empresários participaram de uma apresentação das Usinas e das empresas integrantes da missão, fizeram visitas ao plantio e colheita da cana (Uberaba), visitas à planta e tiveram uma rodada de debates sobre as percepções e oportunidades de negócios que essa imersão trouxe. 

A proposta tem como finalidade aumentar a competitividade das empresas participantes do projeto no segmento de eletroeletrônica do Sul de Minas Gerais. A ação envolve o desenvolvimento de soluções voltadas para a internet das coisas com aplicação nos mercados estratégicos de cidades inteligentes, construções inteligentes e empreendimentos da área de energia. 

Os objetivos do programa são: aumentar a produtividade das empresas participantes em 15%, aumentar o volume de negócios gerados pelo grupo de empresas participantes em 10% e aumentar os produtos, serviços ou processos novos/aperfeiçoados das empresas participantes também em 10%. 

Sobre a missão, o presidente do SINDVEL disse que a união de entidades como CNI, FIEMG, Sebrae e o sindicato em parceria com o Procompi tem o objetivo de unir forças para a realização das ações.“Eu considero ações como estas muito importantes, encontro de setores para promover, proporcionar e induzir negócios. Por coincidência, nosso setor é um setor de tecnologia que se adequa facilmente em distintos setores como fornecedor”.   

Atualmente, as empresas estão adequando os seus processos de produção para fazer parte da Indústria 4.0. Para Souza Pinto, por causa dessa implantação, por mais que as usinas estejam automatizadas, ainda existe muito espaço para a introdução de tecnologia com hardware, softwares, APP, planilhas, plataformas, equipamentos de segurança, equipamento de telecomunicações, sensores de automação e mais um leque de opções, por ser um campo muito abrangente. 

“A nossa visita identificou tudo isso. Das empresas que foram, todas voltaram com o dever de casa para, em curto e médio prazo, apresentar propostas de fornecimentos, cada uma nas suas especialidades”, finaliza Roberto.

Últimas notícias

  1. Missão empresarial para o Paraguai busca oportunidades de negócios

    Leia

  2. Rede Metrológica de Minas Gerais faz homenagem a presidente da FIEMG

    Leia

  3. Lifting – Uma comédia cirúrgica

    Leia

  4. Fernando Pimentel é homenageado pela indústria mineira do audiovisual

    Leia

  5. Conselho de Desenvolvimento Econômico é criado em Contagem

    Leia

  6. Workshop Implementação dos ODS na Estratégia Empresarial

    Leia

  7. Ação Global leva serviços gratuitos a 27 cidades e Distrito Federal

    Leia

  8. Petrobras se antecipa ao prazo legal e começa a contratar com base na Lei das Estatais

    Leia