Palavra do Presidente

09/11/2017

Indústria inovadora

por Olavo Machado Junior

Belo Horizonte se consolida, cada vez mais, como a capital brasileira do conhecimento. Participamos, na última semana, com enorme sucesso, da Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (FINIT), realizada no Expominas. Organizada pelo Governo de Minas Gerais e com participação maciça da indústria mineira e do Sistema FIEMG, a FINIT mostrou como boas ideias, com o apoio certo, podem se transformar em negócios que geram desenvolvimento econômico e grandes oportunidades para milhões de pessoas.

É esse apoio que o Sistema FIEMG oferece à indústria mineira por meio do Centro de Inovação e Tecnologia (CIT) SENAI-MG, localizado no bairro Horto, em Belo Horizonte – um dos destaques da FINIT. Em um ambiente com infraestrutura e cientistas preparados para criar um laço definitivo entre pesquisa e necessidades das empresas do estado, o CIT reúne três Institutos de Inovação (ISI) – nas áreas de Engenharia de Superfícies, Metalurgia e Ligas Especiais, Processamento Mineral – e cinco de Tecnologia (IST) – nos setores de Alimentos e Bebidas, Automotivo, Metalmecânico, Meio Ambiente, Química.

Com 120 mil m² de área e quase 30 mil m² de construção, o CIT abriga também o Laboratório Aberto SENAI FIEMG, apresentado na FINIT com o Lab Truck, uma unidade móvel da unidade. O espaço voltado para o empreendedorismo e para o desenvolvimento criativo se destaca entre os melhores da rede SENAI em todo o Brasil.

O ambiente criado pelo Sistema FIEMG no CIT consolidou a sua vocação para abrigar ideias e pessoas voltadas para a inovação e para a tecnologia. A instalação de empresas no campus, em busca desse ambiente inovador, propicia o desenvolvimento de produtos de alta intensidade tecnológica. Também no CIT está instalado o escritório de engenharia da Embraer, onde são projetados partes, componentes e peças das aeronaves mais modernas do planeta.

Vizinhos da Embraer, dos ISIs e dos ISTs, a Biominas – uma das principais incubadoras de startups voltadas para o setor de ciências da vida do Brasil – e o CSEM Brasil, junto de sua spin-off Sunew, desenvolvem produtos inovadores dentro do CIT, como os filmes fotovoltaicos orgânicos, uma tecnologia avançada e limpa.

Em conjunto com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), e contando também com o financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Sistema FIEMG investe cerca de R$ 150 milhões no CIT. Administrado pela entidade desde 2011, o Centro integra o Sistema de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo (SITE), que criamos para fortalecer e agregar valor aos produtos da indústria mineira. A proposta é construir uma sólida ponte que una a pesquisa acadêmica às empresas.

O SITE lidera, de forma coordenada, uma rede de 14 centros de pesquisa e desenvolvimento nas cidades de Belo Horizonte, Contagem, Itaúna, Santa Rita do Sapucaí, Santo Antônio do Monte, Ubá, Uberaba, Uberlândia, Nova Serrana, Ipatinga e Cláudio. Juntos, eles apoiam setores fundamentais da indústria mineira, como eletroeletrônico, moda, design, construção civil, fundição, metrologia, metalmecânico, calçadista, moveleiro, alimentos e bebidas.

Na FINIT, uma série de soluções desenvolvidas em unidades que integram essa rede de inovação e tecnologia foi apresentada a empresários, pesquisadores e investidores. Também participaram do evento internacional, com grande sucesso, projetos de impressão de roupas em 3D do SENAI Modatec – feitos em parceria com a grife mineira Plural e a startup participante do Laboratório Aberto, a 3D Lopes. Outras atrações da FINIT foram os projetos do Inova SENAI, além de robôs do SESI-MG e do SENAI-MG, que são usados por professores e instrutores como ferramentas para educação e formação profissional. Como destaques do ambiente de inovação e empreendedorismo mineiro, o Sistema FIEMG também apresentou na Feira os projetos P7 Criativo e FIEMG Lab.

O FIEMG Lab é o primeiro programa de aceleração de startups de uma Federação das Indústrias no país. A proposta é encontrar ideias disruptivas que transformem a economia mineira por meio da agregação de valor ao que é produzido em nosso estado. O P7 é a primeira agência de desenvolvimento da indústria criativa de Minas Gerais, uma parceria entre Sistema FIEMG, Governo do Estado, Sebrae Minas e BNDES. A sua primeira fase já conta com espaço próprio na capital mineira (Avenida Afonso Pena, 4.000). Até 2018, o P7  estará instalado na Praça Sete, no Edifício Bemge, projetado por Oscar Niemeyer em 1953 e considerado um marco da arquitetura moderna de Belo Horizonte. Ao todo, 27 andares e mais de 14 mil m² serão restaurados para criar, no hipercentro de BH, o epicentro da inovação e do empreendedorismo no estado.

O que vimos e apresentamos na FINIT, que recebeu mais de 75 mil visitantes, simboliza o esforço contínuo realizado pelo Sistema FIEMG, em parceria com a CNI, com as indústrias e com os sindicatos que as representam, para criar em Minas Gerais um ambiente inspirador e propício ao desenvolvimento de produtos com inteligência e valor agregados. Nesse sentido, contamos com o fundamental apoio do poder público, especialmente representado pelos governos estadual e federal. Será assim, com a união de todos e com a participação ativa da sociedade, que construiremos o futuro que projetamos para o Brasil, com geração de riqueza e qualidade de vida.

 

"(...) criar em Minas Gerais um ambiente inspirador e propício ao desenvolvimento de produtos com inteligência e valor agregados."

Palavra do Presidente

Olavo Machado Junior
Presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – Sistema FIEMG

Publicado no jornal Estado de Minas do dia 9/11/2017

Edições Anteriores

  1. Indústria inovadora

    Leia

  2. Educação de ouro

    Leia

  3. Minas Trend, Ano 10

    Leia

  4. Indústria sustentável

    Leia

  5. Mercados para a indústria

    Leia

  6. Energia ameaçada

    Leia

  7. E Minas, Senhor Presidente?

    Leia

  8. Salvemos o Refis!

    Leia


Confira artigos anteriores