Palavra do Presidente

14/09/2017

Mercados para a indústria

por Olavo Machado Junior

Estamos iniciando nesta semana uma intensa e consistente agenda de grandes eventos voltados para a inovação, tecnologia e, principalmente, para estimular a realização de negócios para as empresas industriais mineiras. Juntos, a FIEMG, seus sindicatos filiados e as empresas a eles associadas movimentarão milhões de reais em cadeias produtivas fundamentais para a economia do país - mineração, moda, alimentação, eletroeletrônica e construção civil e pesada.

Enfrentando a crise, a indústria mineira segue o caminho da geração de negócios a partir do investimento em novas tecnologias e da busca por novos mercados. É assim no Minascon – o maior evento da cadeia produtiva da construção de Minas Gerais, encerrado nesta quarta e realizado pela primeira vez fora de Belo Horizonte. A FIEMG e os sindicatos do setor da indústria transformaram, por dois dias, Uberlândia, no Triângulo Mineiro, na capital da construção civil e pesada do país.

É assim também na Feira Industrial do Vale da Eletrônica (Fivel), que termina hoje, em Santa Rita do Sapucaí. Apesar da crise que vivemos no Brasil, as 153 empresas deste Arranjo Produtivo Local, situado no Sul de Minas, estão investindo R$ 300 milhões no desenvolvimento e no lançamento de novos produtos neste ano.

Ainda em setembro, entre os dias 18 e 21, um dos mais importantes e históricos setores industriais de Minas Gerais mostra as suas grandes novidades e, claro, realiza negócios durante a Exposição Internacional de Mineração (Exposibram). O evento acontece em Belo Horizonte, no Expominas, e terá a participação de mais de 500 empresas da cadeia produtiva da mineração. São 13 mil m² dedicados a apresentação de novos produtos, frutos do investimento da indústria em tecnologia e inovação.

Em outubro, será a vez do Minas Trend, que chega à sua 21ª edição com o mais absoluto sucesso. Entre os dias 3 e 6, cerca de 200 indústrias da cadeia produtiva da moda se reunirão, também no Expominas, na capital mineira, para fazer negócios e conhecer as tendências e os lançamentos do setor. Em parceria desde a criação do evento, o Sistema FIEMG e os sindicatos celebram este ano a primeira década do evento. O foco na busca por novos mercados para os produtos mineiros consolidou o Minas Trend como um dos principais salões de negócios da moda na América Latina.

Em dez anos, a ideia na cabeça, o sonho no coração e a disposição para trabalhar do grupo de empresários obstinados em transformar o setor em Minas Gerais em um exemplo para o Brasil deu excepcionais resultados. Ao longo desta primeira década de Minas Trend, tivemos uma média de 207 marcas participantes por edição, com visitação de mais de 10 mil pessoas a cada evento. Também, em média, recebemos mais de 3 mil compradores interessados na qualidade dos produtos apresentados. Os compradores internacionais trazidos pela FIEMG para o Minas Trend – de países como Argentina, Chile, EUA, México, Austrália, Alemanha, França, Itália, Inglaterra, China e África do Sul – realizaram 1.465 encontros comerciais com representantes da indústria mineira.

Da moda para a indústria alimentícia e panificadora, chegamos à 31ª Superminas, que será realizada em outubro, de 17 a 19, também em BH, no Expominas. Maior evento unificado dos setores supermercadista e panificador de Minas Gerais, a feira consolida-se como um acordo profissional e bem-sucedido entre a Associação Mineira de Supermercados (AMIS) e o Sindicato e Associação Mineira das Indústrias da Panificação (Amipão), com incondicional apoio do Sistema FIEMG. Serão 400 expositores em uma área de 25 mil m² dedicados aos negócios.

Na área de inovação e tecnologia, que permeia todas essas cadeias produtivas fundamentais para a economia mineira, o Sistema FIEMG participa, de 31 de outubro a 5 de novembro, da Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (Finit), realizada pelo Governo de Minas Gerais. Ali mostraremos os investimentos que realizamos em importantes iniciativas neste setor: o P7 Criativo, o CIT SENAI FIEMG Campus Cetec, o FIEMG Lab e o Centro Empresarial de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Elétrica e Eletrônica.

Minascon, Fivel, Exposibram, Minas Trend, Superminas e Finit são – todos – exemplos do trabalho parceiro do setor produtivo mineiro. A realização de negócios criadores de impactos positivos que irradiam em toda sociedade só é possível com a união entre a indústria mineira, seus sindicatos representantivos, a FIEMG e o poder público, que exercem o legítimo papel de fomentador da economia, sempre em busca de geração de riquezas, justa distribuição de oportunidades e qualidade de vida.

Dessa forma, damos nosso exemplo e nossa contribuição ao país. Arregaçamos as mangas e vamos ao trabalho, pensando sempre na geração de negócios que possam nos levar a mais desenvolvimento. A indústria mineira espera que nossos representantes também atuem para que caminhemos juntos nessa direção. Sabemos que importantes passos precisam ser dados com a realização das Reformas Tributária, da Previdência e Política. Para isso, é preciso que estejamos todos juntos. Somente unidos, seremos capazes de construir uma nova nação, próspera e justa na distribuição de seus bons resultados.

 

“Somente unidos, seremos capazes de construir uma nova nação, próspera e justa na distribuição de seus bons resultados.”

Palavra do Presidente

Olavo Machado Junior
Presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – Sistema FIEMG

Publicado no jornal Estado de Minas do dia 14/9/2017

Edições Anteriores

  1. Reforma da Previdência

    Leia

  2. Cidade do Conhecimento

    Leia

  3. Indústria inovadora

    Leia

  4. Educação de ouro

    Leia

  5. Minas Trend, Ano 10

    Leia

  6. Indústria sustentável

    Leia

  7. Mercados para a indústria

    Leia

  8. Energia ameaçada

    Leia


Confira artigos anteriores