Notícias

Desafios e oportunidades para a Panificação são temas de palestra

Evento apontou novas perspectivas para o setor

Com a concorrência de novos pontos de vendas, em comércios e lojas de conveniência, o setor se vê diante de um desafio: reinventar o seu negócio, agregando valor aos produtos e oferecer uma nova experiência para o consumidor. Para debater a questão, a FIEMG Regional Alto Paranaíba, o Sebrae e o ITPC (Instituto Tecnológico de Panificação e Confeitaria) promoveram a palestra: “Momento atual da panificação: desafios e oportunidades”.

Na abertura do evento, o presidente da FIEMG Regional Alto Paranaíba, João Batista Nunes Nogueira destacou que é preciso estar atento às mudanças de comportamento do consumidor, o cenário econômico e as tendências tecnológicas que têm afetado, diretamente, os negócios em todos os setores. “É preciso agregar ao produto, uma nova experiência para o consumidor. Não se pode ficar parado. É preciso haver um reposicionamento dos negócios”, observou. Ele enfatizou que a FIEMG, o SEBRAE e o ITPC atuam no sentido de buscar soluções para que as indústrias sejam cada vez mais competitivas.

O palestrante e presidente do ITPC, Márcio Rodrigues, abordou o tema “Qualidade, Produtividade e Inovação: as chaves para a competitividade na panificação”. Ele fez um relato histórico da evolução do setor. Falou sobre os negócios que surgiram nos últimos anos e que impactaram, diretamente, com novos pontos de venda. “Para sermos competitivos neste mercado, é imprescindível que cada um busque um novo modelo de negócio”, alertou.

Segundo ele, é preciso que as panificadoras tracem novas estratégias de atuação, conheçam as necessidades dos clientes e busquem as inovações necessárias para o negócio. “São fatores primordiais: a qualidade do produto; produção que garanta o abastecimento e a reposição de produtos frescos; percepção de preço; eficiência operacional; renovação do mix de produtos; atendimento e comunicação”, disse, acrescentando que é fundamental promover o aperfeiçoamento dos profissionais, por meio de treinamentos. Citou a atuação do ITPC, especialmente, com a oferta de cursos para a qualificação profissional.

O diretor comercial do ITPC, Marcelino José Rodrigues, apresentou o PROPAN – Programa de Desenvolvimento da Alimentação, Panificação e Confeitaria, que visa auxiliar o participante na implantação de ferramentas tecnológicas, operacionais e de inovação. O programa prevê a realização de uma análise de performance e mapeamento dos processos críticos e, a partir destas informações, estabelecer um cronograma de capacitações. Apresentou ainda, os temas de cursos à distância. A analista de negócios Rosânia Lima, salientou que o SEBRAE possui soluções em consultorias, cursos e projetos, destacando o apoio da instituição para ações de inovação, por meio do SEBRAETEC.

Galeria