Notícias

Senai de Patos de Minas apresenta novas máquinas para setor metalmecânico

Centro de Usinagem já está em operação

A tecnologia mais avançada para a produção de peças com qualidade e precisão está disponível no Senai Patos de Minas. Na semana passada, a unidade apresentou à comunidade patense e regional, o Centro de Usinagem da unidade e um torno à CNC (Comando numérico computadorizado). A apresentação contou com a participação de associados do Sindimetal – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico.

O gerente da Unidade Integrada Sesi/Senai de Patos de Minas, César Júnior Teixeira Duarte, observou que os equipamentos irão propiciar aos empresários da região conhecerem uma nova tecnologia para ganho em produtividade e em qualidade de serviço. Além disso, irão propiciar aos alunos da escola, o conhecimento de novas ferramentas para a formação de mão-de-obra qualificada. “Estamos, ainda, dando a oportunidade de fomentar novas empresas na região para a prestação de serviço especializado. Vemos que as indústrias buscam esses serviços em outros centros”, comentou.

O supervisor técnico do Senai, Guilherme Thyago Fernandes, destacou que os equipamentos são uma fresadora universal e um torno com comandos automáticos. E explicou: “peças desenhadas em programas computadorizados podem ser transferidas para a programação dos equipamentos, que as produz, automaticamente”. De acordo com ele, os equipamentos aumentam a precisão da produção de peças, com acabamentos de alto padrão; diminuem o tempo e o desperdício de matéria prima na produção, uma vez que as medidas são realizadas através de software, aumentando a qualidade de produto, processo e trazendo tecnologia à produção em escala.

Vinícius Resende, da Trucks Hélio, esteve presente no evento e comentou que as máquinas têm o padrão de modernidade que Patos de Minas precisava. “São muito automatizadas, diferentes dos que as empresas têm hoje em Patos. Vão ser uma referência na região e vão ajudar muito”, disse

Vanderlino Resende Júnior, da Resende Diesel, destacou que as máquinas trazem uma mudança de conceito e de qualidade e vêm somar no mercado. É o que a gente procura e busca e neste momento difícil que estamos vivendo, tudo o que puder valorizar o produto final é muito bem vindo.

O presidente do Sindimetal, Lisandro Bicalho, salientou que a instalação e operação das máquinas representam um marco para o Senai e para os empresários de Patos. “É um equipamento de primeiro mundo, com tecnologia avançada, usada em países mais competitivos. Saímos de um torno manual e entramos na era dos equipamentos computadorizados (CNC). Isso faz uma diferença enorme. As empresas precisam acompanhar esta modernidade. O Senai cria uma oportunidade para as empresas da região de se atualizarem tecnologicamente”, complementou.

Galeria