Notícias

Sesi no Palco apresenta Calango Deu

Espetáculo aconteceu no auditório do Sesi de Patos de Minas

A apresentação “Calango Deu” foi um sucesso, também, em Patos de Minas e comprovou o talento da atriz mineira Suzana Nascimento.O espetáculo aconteceu no dia 1º de agosto, no auditório do Sesi (Avenida Afonso Queiroz, 966 – Sebastião Amorim) e atraiu empresários, convidados e admiradores da cultura e da arte mineira. A apresentação fez parte do Projeto Sesi no Palco que tem a finalidade de oferecer aos principais polos e cidades industriais de Minas Gerais uma programação artístico-cultural para os trabalhadores da indústria e seus dependentes. O Projeto irá percorrer todas as regiões do Estado, em comemoração aos 70 anos do Sesi.

Foi um monólogo que apresentou a Dona Zaninha, uma contadora de causos (histórias curiosas e engraçadas narradas por figuras típicas do interior). O espetáculo, da Cia. Caititu, é fruto de uma pesquisa de cinco anos da atriz Suzana Nascimento sobre cultura popular mineira, que embala suas histórias com o bandolim que ela mesmo toca. O espetáculo retratou a mineiridade, através do olhar poético e divertido da personagem.

Dona Zaninha transformou o palco em uma típica casinha mineira aconchegante, reforçando o jeito mineiro de acolher bem. Em muitos momentos, interagiu com o público, convidando para um café ou para um bate-papo descontraído. Foi um espetáculo muito divertido e que evidenciou todo o talento da atriz, na concepção e interpretação de outros personagens na mesma trama.

Breve Almanaque do Choro

A próxima atração do Projeto será o espetáculo musical “Breve almanaque do choro”, apresentado pelo grupo Clube do Choro, no dia 12 de agosto, às 10h, no Galpão do Produtor, ao lado do Terminal Rodoviário. A sua concepção tem a intenção de apresentar, para os diversos públicos a que se destina, um panorama do choro no Brasil, resultando em um evento, ao mesmo tempo de cunho lúdico e didático.

Antecedendo a execução de cada bloco musical, será anunciado o nome das músicas executadas, assim como seus autores, época da composição, destaque do solista e outras informações consideradas importantes e interessantes. O repertório vai da fase primitiva do choro até os dias de hoje, passeando pelos grandes compositores, como Pixinguinha, Waldir Azevedo e Jacob do Bandolim, sem deixar de lado compositores mineiros e grandes nomes da MPB, cujas músicas serão executadas em ritmo de choro.

Mais informações: 34 3823-3995

Galeria