Notícias

Fiemg lançou o Minas Sustentável em Montes Claros

Evento teve palestra do empresário Sérgio Cavalieri, vice-presidente da Fiemg

Com palestra do empresário Sérgio Cavalieri, vice-presidente da Fiemg, presidente do Conselho de Administração da Asamar, presidente da União Internacional Cristã de Dirigentes de Empresas (Uniapac) e ex-diretor da antiga Matsulfur, atual Lafarge de Montes Claros, a Regional Norte da Fiemg lançou em Montes Claros, na segunda-feira, 15 de setembro, o programa “Minas Sustentável”, que visa estimular a adoção de processos produtivos mais sustentáveis na indústria e em sua cadeia produtiva.

O Programa Minas Sustentável busca soluções que proporcionem economia e, ao mesmo tempo, receita para as indústrias. Tudo de forma responsável, por meio de uma nova filosofia de gestão, que alia processos produtivos baseados na otimização de resultados econômicos, ambientais e sociais.

O presidente da Regional Norte da Fiemg, Adauto Marques Batista, explica que o Programa disponibiliza para as indústrias participantes um completo diagnóstico que avalia os impactos e as oportunidades de melhoria em três pilares: Regularização Ambiental; Ecoeficiência (conservação de energia, reuso de água, redução e reciclagem de resíduos, emissões, ruídos); Responsabilidade Social (Valores e transparência, saúde e segurança, cliente e fornecedores, governo e comunidade).

O Programa tem por objetivo oferecer às indústrias do Estado de Minas Gerais, em especial às micro, pequenas e médias empresas, ferramentas que as capacitam para alcançar:

• Ecoconformidade Legal: adequar as indústrias aos pressupostos exigidos pela atual estrutura institucional de acordo com organismos federais, estaduais e municipais de regularização ambiental;

• Ecoconformidade Normativa: apoiar as empresas na implementação das exigências voluntárias estabelecidas com normas técnicas ambientais de gestão que visem a uma produção com maior qualidade, menor custo e socioambientalmente adequadas;

• Ecoeficiência: capacitar os empresários e seus colaboradores para o aperfeiçoamento de seus processos produtivos, buscando uma maior eficiência na utilização da água, energia e matérias primas, minimizando a produção de resíduos, a emissão e lançamento de efluentes;

  • Responsabilidade Social: capacitar as indústrias para o aperfeiçoamento de seus modelos gerenciais, adotando práticas de relacionamento ético com todos os seus públicos de interesse.