Notícias

Sudene aprova incentivos fiscais para empresas mineiras

Investimentos somam mais de R$21 bilhões em 2017
(fotos internet)

Matéria publicada pelo jornal Diário do Comércio, na quarta-feira, 24/01, mostra que a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) aprovou seis pleitos de incentivos e benefícios fiscais para empresas situadas sob sua área de abrangência em Minas Gerais. Os investimentos em Minas Gerais somam mais de R$ 21 bilhões, no ano de 2017, o que mostra um significativo avanço em relação aos anos anteriores, uma vez que em 2016 foram apurados R$ 859 milhões e em 2015 R$ 11,7 bilhões.

Minas, Espírito Santo e os nove estados do Nordeste conseguiram aprovar benefícios para empreendimentos que, juntos, somam R$ 64,6 bilhões em aportes. O valor supera em R$ 48,6 bilhões o registrado em 2016 (R$ 16 bi) e em R$ 43,6 bilhões o de 2015 (R$ 21 bilhões).

De acordo com a reportagem do Diário do Comércio, o material divulgado pela Sudene mostra que, do total dos pleitos em toda área de abrangência da Superintendência, 257 pedidos foram voltados para redução de 75% do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), 52 processos de reinvestimento de 30% do IRPJ e 4 pleitos de depreciação incentivada acelerada.

Setores - Em termos de atividades os setores de infraestrutura com 71 pleitos e investimentos de R$ 12,8 bilhões, seguido por alimentos e bebidas (51 projetos e R$ 1,3 bilhão) e químicos (35 pedidos de redução de IRPJ e R$ 985,8 milhões) lideraram a quantidade de projetos beneficiados.

A Sudene destacou ainda que R$ 61,5 bilhões foram investidos em municípios fora das capitais, tendo sido aprovados 247 pleitos de incentivos e de reinvestimento nesses locais. Essas indústrias contribuíram para manter, no interior, 92.089 postos de trabalho. Já em termos gerais de geração de emprego, o levantamento apontou que os incentivos contribuíram para a criação de 26.953 postos de trabalho, sendo 22.681 empregos diretos e 4.272 indiretos. Bahia, Ceará e Pernambuco, nesta ordem, foram os estados que registraram os maiores números de oportunidades abertas. Em Minas Gerais foram 85 entre diretos e indiretos.

Confira a matéria completa do Diário do Comércio no link:

http://diariodocomercio.com.br/noticia.php?tit=projetos_com_incentivos_em_minas_somam__r_21_bilh%EF%BF%BDes&id=189893