Notícias

FIEMG Regional Rio Doce trabalhando em prol do desenvolvimento da indústria da região

Presidente da FIEMG Regional Rio Doce esteve em Belo Horizonte realizando reuniões de planejamento para atuação nos segmentos da indústria

A Presidente da FIEMG Regional Rio Doce, Rozâni Azevedo, esteve essa semana em Belo Horizonte realizando planejamento para os segmentos da indústria de Valadares e região. 

Durante reunião com equipe do Programa de Competitividade Industrial Regional (PCIR) e Sebrae, Presidente da FIEMG Regional Rio Doce, Rozâni Azevedo, ressaltou as principais demandas e necessidades dos setores da indústria da cidade, que serão trabalhados através do PCIR, que tem como principal objetivo aumentar a competitividade das indústrias inseridas nas cadeias produtivas mais dinâmicas do estado.

Desde o ano passado, o PCIR identificou cinco setores dinamizadores, em função da sua capacidade de desenvolver oportunidades dinâmicas para a economia: carnes, confecção, laticínios, rochas ornamentais e sucroenergético. O trabalho iniciou pelo segmento da confecção e já apresenta os resultados no evento do Minas Trend em Belo Horizonte, onde três empresas valadarenses, Ananda, Alice Brasil e Katmos já apresentaram suas novas marcas.

Na pauta da reunião, Rozâni Azevedo priorizou alguns projetos, dentre eles, o de eficiência energética para as indústrias, dando um novo passo rumo ao desenvolvimento, com a possibilidade de utilização de energia limpa e fotovoltaica.

Foi discutida ainda a segunda fase do projeto da confecção onde serão trabalhados os temas produtividade e desenvolvimento de coleção. Projetos hidroambientais, revitalização do Distrito Industrial e Pesquisa de Terminal de Cargas Aéreas também foram temas da reunião.

Guilherme Velloso, Superintendente de Ambiente de Negócios da FIEMG, demonstrou grande expectativa com a continuidade dos projetos do PCIR na Regional, além das novas ações que serão realizadas. Além disso, abordou sobre os estudos que tem sido realizados, bem como alguns projetos pilotos que serão iniciados na cidade e região.

Rozâni Azevedo saiu satisfeita com os resultados e planejamento de investimentos para 2017 e 2018. “A reunião foi muito produtiva e certamente, com os resultados alcançados, nossas indústrias estarão sendo preparadas para serem mais competitivas e inovadoras. Seremos incansáveis nesse trabalho de fortalecer nossos segmentos”, concluiu.

Através do PCIR, a FIEMG pretende ressaltar a importância do olhar setorial em Minas, identificando quais são suas cadeias produtivas mais dinamizadoras e levando em considerações suas peculiaridades e recortes regionais.

Galeria