Notícias

Plano de Auxílio Mútuo avança no Distrito Industrial

A proposta é iniciar o funcionamento ainda no mês de setembro

A FIEMG Regional Rio Doce, a Assedi, o Corpo de Bombeiros, a Agenda de Convergência Rio Doce, empresários e industriais do Distrito se reuniram ontem (12) na ABC Borracha, para a implantação do PAM (Plano de Auxílio Mútuo) no Distrito Industrial.

Durante o encontro, o Capitão Daniel Ribeiro Camillo, Chefe da Seção de Planejamento 6º BBM, apresentou o conceito do PAM, que nada mais é, que um conjunto de órgãos, entidades, empresas e indústrias trabalhando juntos para atuar em um incidente, aplicando o conhecimento a fim de que o trabalho de salvar vidas seja efetivado à altura do que se espera, sem nenhum tipo de desvantagem.

Durante a abordagem, o Capitão ainda reforçou que uma das funções do PAM é auxiliar o Corpo de Bombeiros em caso de sinistros e em retribuição a este auxílio, a corporação disponibiliza pessoas treinadas para ministrar cursos de brigada de incêndio, vistorias em caráter de orientação e outros serviços relevantes. Outros benefícios, além dos treinamentos, são redução do valor do seguro, integração entre as empresas, visitas técnicas do Corpo de Bombeiro em caráter orientativo, dentre outros.

A gerente da FIEMG Regional Rio Doce, Jacqueline Iamin, considerou importante a iniciativa, uma vez que, em caso de sinistro, grande parte dos empregados das indústrias estarão preparados e terão conhecimento de como atuar de forma eficaz.

O próximo passo será um levantamento da estrutura de pessoal, equipamentos, materiais e brigadistas que as empresas e indústrias poderão disponibilizar. Ainda dentro do mês de setembro ocorrerão as primeiras reuniões de funcionamento do PAM. Grande parte das empresas do Distrito estão animadas com este novo momento que, certamente, beneficiará a todos.