Notícias

Regional Rio Doce apresenta os resultados de 2017

A Presidente Rozâni Azevedo comemorou os resultados junto à sua equipe

A FIEMG Regional Rio Doce encerra hoje (22) suas atividades e comemora os resultados alcançados durante o ano de 2017. No total, mais de 10.000 pessoas beneficiadas com as ações.

A presidente, Rozâni Azevedo, comemorou os resultados e reafirmou seu compromisso com a indústria. “Todos sabem que sou uma batalhadora pelo crescimento e desenvolvimento da nossa região e desde que assumi essa gestão junto à minha equipe, temos buscado oportunizar soluções que tornem nossas indústrias mais competitivas e sustentáveis. Os resultados comprovam nossa atuação”, disse.

Em uma visão geral, a Regional Rio Doce em parceria com o Sebrae, oportunizou mais de 2.000 horas em cursos, seminários, oficinas e palestras. 

Na área de meio ambiente foram realizados diversos eventos com orientações ambientais, palestras, cursos, seminários, oficinas sobre resíduos e o programa simbiose.

Outra atuação ainda foi com as ações itinerantes e os cursos de qualificação da escola móvel Sesi/Senai e as oficinas do Cozinha Brasil, qualificando mais de 3.000 pessoas.

Outro foco foi o levantamento das demandas das indústrias, entendendo suas preocupações e apresentando soluções. Neste ano foram realizadas várias palestras sobre reforma trabalhista e sobre o limbo previdenciário e trabalhista.

Foram realizadas ainda diversas reuniões no distrito, reconhecendo as necessidades de melhorar a infraestrutura daquele local. Em parceria com a Prefeitura Municipal, em especial à Secretaria Municipal de Obras, conduzida pelo parceiro Carlos Chaia, com a Agenda de Convergência Rio Doce e Associação das Empresas do Distrito Industrial (Assedi), foram realizadas a limpeza das ruas, limpeza de faixa de energia elétrica e sinalização horizontal e vertical. Agora, o trabalho permanece na área de segurança e no plano de monitoramento para as indústrias. Simultaneamente foi implantado o PAM – Plano de Auxílio Mútuo, para atuar em resposta às emergências de sinistros, incêndios, colisões, dentre outros. Já foi realizado um simulado de ocorrências com produtos perigosos.

Outra ação foi a realização de encontros mensais com contabilistas, em parceria com o Sindicato dos Contabilistas, que atuam nas indústrias, buscando orientá-los sobre os temas mais relevantes da prática contábil, trabalhista e tributária. Mais de 1.600 atendimentos foram realizados.

Em parceria com o Programa de Competitividade Regional Industrial (PCIR), Sebrae e o Governo de Minas, a participação na Expoagro também foi destaque, valorizando a agroindústria e apresentando uma miniusina de beneficiamento do leite aos visitantes e a mais de 300 alunos da rede municipal, no projeto Escolas Sustentáveis.

O PCIR ainda em parceria com a Regional, realizou 10 ações atendendo 6 setores dinamizadores, permitindo a participação de 633 participantes de 67 indústrias. Cinco Sindicatos também foram atendidos, alcançando um nível de satisfação de 98,65% nas ações. O Programa é uma das grandes conquistas do Sistema FIEMG que tem permitido trabalhar de forma diversificada, observando as particularidades de cada região, trabalhando e desenvolvendo as cadeias produtivas mais dinamizadoras da economia local e regional.

Com olhar atento à saúde, lazer e cultura, foram oportunizadas às indústrias edições do Circo Sesi e edições do Cine Sesi nas cidades do interior. Outra ação foi o Circuito Sesi de Corrida de Rua e as campanhas de vacinação, outubro rosa e novembro azul.

Em destaque também está a Agenda de Convergência Rio Doce com mais de 20 projetos em andamentos e, muitos deles, com frutos já gerados. Recentemente foi criada a visão Rio Doce 2023, onde serão desenvolvidas novas ações voltadas para o “vale de atratividade, rio de oportunidades e rocha de segurança”.

“Agradeço a todos os parceiros que estiveram conosco durante este ano. Me orgulho muito em reconhecer que por trás das montanhas das nossas Minas Gerais, encontramos vários industriais e industriários que superam todos os seus desafios diários e acreditam em dias melhores para o próximo ano. Esse também é nosso desejo: que 2018 seja um ano de mais conquistas e outras grandes realizações. Seremos incansáveis no cumprimento da nossa missão: fortalecer a indústria em Minas e além das Gerais”, concluiu Rozâni Azevedo.