Notícias

Projeto Forte: ISI-CEDIIEE

Lançamento do projeto foi na Universidade Federal de Itajubá

O Sistema Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, por meio do Instituto SENAI de Inovação – Centro Empresarial de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Elétrica e Eletrônica e do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Itajubá - SIMMMEI, foram os cicerones do lançamento do Projeto Forte relacionado ao ISI-CEDIIEE. O lançamento aconteceu na última terça-feira, 10 de abril, no auditório Excen, no campus Prof. José Rodrigues Seabra.

O projeto forte é uma iniciativa do Sistema FIEMG que visa promover uma aproximação entre empresas com projetos de investimentos a empresas mineiras fornecedoras de produtos e serviços. O objetivo do evento foi apresentar o detalhamento dos planos de investimentos, suas fases e aquisições.

“Essa apresentação do Projeto Forte é um desdobramento do Forte feito em Belo Horizonte, essa é a terceira edição. O Projeto hoje foca no ISI-CEDIIEE, um laboratório de grande dimensão, um projeto imenso que nasceu no Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais – SINAEES e tem o apoio do SENAI regional. É um investimento de cerca de R$ 425 milhões. O princípio básico desse laboratório é pesquisa, desenvolvimento e inovação, não é prestação de serviços. Mas é claro que os investimentos que são feitos, o desdobramento do laboratório, vai acarretar prestações de serviços não só para a concessionária como para as indústrias em geral. O número de empregos diretamente deve chegar a 70 pessoas, mas são empregos de alta qualidade” explicou Ricardo Vinhas,vice-presidente da FIEMG e presidente do Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais – SINAEES.

O Centro Empresarial de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Elétrica e Eletrônica certamente elevará a competitividade e inserção de novas empresas, num mercado produtor anteriormente extremamente restrito, incentivando geração de empregos qualificados e impulsionando atividades de P&D&I.

Segundo Gilmara de Oliveira Santos, gerente do SINAEES e coordenadora do projeto ISI-CEDIIEE e que fez a apresentação dos planos de investimentos, suas fases e aquisições, “essa é a terceira apresentação que fazemos do Projeto Forte ISI-CEDIIEE, mostrando a história do instituto e mostrando quais são os investimentos já realizados e as próximas contratações, principalmente em relação à obra civil”.

Alinhado aos seus objetivos de inovação e competitividade, o Instituto SENAI de Inovação - Centro Empresarial de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Elétrica e Eletrônica - ISI-CEDIIEE, será o maior complexo laboratorial de ensaios para equipamentos voltados as indústrias do setor elétrico e eletrônico da América Latina.

“Gostaria de ressaltar a grande importância desse instituto para mudar o patamar da indústria eletro técnica e eletrônica no Brasil, levar para um nível internacional. Para o município de Itajubá passa a ser um polo de atração dessas indústrias, desse ramo de indústrias”, disse Mauro Corrêa, engenheiro eletricista do ISI-CEDIIEE.

Para RAMIRO ZYNGIER, consultor do projetoISI-CEDIIEE, “a grande importância que vejo no projeto é a inovação que esse laboratório vai trazer para o setor elétrico como um todo. A presença única dele no Brasil e no hemisfério sul, onde não existe laboratórios de curto circuito com geradores como vai ser esse aqui de Itajubá é um dos grandes méritos desse empreendimento”.

Num prazo muito curto, vários outros setores industriais como óleo e gás, eólico, naval, têxtil, materiais elétricos, materiais para construção civil e materiais de isolamento irão se beneficiar desta estrutura para fazer seu desenvolvimento.

“Este é um momento especial não só para a cidade de Itajubá, mas também para todo o estado de Minas. Vemos aqui hoje a grandiosidade que é esse projeto do Instituto SENAI de Inovação e sua importância para o desenvolvimento de toda nossa região e do nosso país. Mesmo antes de estar construído, o ISI já atrai o interesse internacional, com empresas mostrando todo seu desejo de aqui se instalarem. Agradeço o empenho e o profissionalismo dos homens e mulheres por trás desse que será o maior complexo para inovação da América Latina”, pontuou André Gesualdi, Presidente da FIEMG Regional Sul.

Galeria