Notícias

Lideranças apresentam avanços nos projetos da Agenda de Convergência do Vale do Aço

Representantes do setor empresarial, sociedade civil e política reúnem-se bimestralmente para buscar soluções para os gargalos da região

Em sua décima quinta edição, o Fórum da Agenda de Convergência do Vale do Aço reuniu diversas lideranças na noite desta segunda-feira, 05, na FIEMG Regional Vale do Aço, para apresentar os avanços dos projetos que compõem os seis eixos estruturadores da Agenda e buscar soluções para os problemas comuns da região. Os projetos são desenvolvidos dentro dos eixos de infraestrutura, segurança, saúde, educação, competitividade e sustentabilidade.

Dentro do eixo de infraestrutura, o coordenador Flaviano Gaggiato atualizou o status da duplicação da BR-381. “A Empresa Construtora Brasil (ECB) iniciou a construção dos acostamentos para os trechos de pista em duplicação. Após a conclusão dessa etapa, cada sentido da pista deverá ter 10,3 metros, sendo as pistas separadas por canteiros centrais com largura de até 7 metros ou por muretas em concreto”, disse.

Em relação à duplicação da BR-381, o presidente da FIEMG Regional Vale do Aço, Luciano Araújo, acrescentou que a ponte sobre o Rio Peixe está com os pilares prontos e que a ECB antecipou o início da concretagem da segunda pista do viaduto do Lote 7, entre Itabira e Nova União.

Um dos projetos do grupo técnico de segurança era aumentar o efetivo da Polícia Militar no Vale do Aço, que foi cumprido dentro do prazo estimado pelo grupo. “No mês de maio tivemos a formatura de 129 alunos do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais, onde pudemos priorizar municípios menores que fazem parte da nossa área de cobertura. Já tivemos, também, a realização das provas de um novo concurso, que resultará em 210 novos soldados para a 12ª Região da Polícia Militar, com início do curso previsto para novembro deste ano”, disse Coronel Edvânio.

Outro assunto muito debatido no fórum foi a crise hospitalar enfrentada na região com o fechamento do hospital São Camilo, em Coronel Fabriciano. De acordo com o coordenador do grupo de saúde, Dr. Mauro Oscar, a situação requer um plano de emergência, uma vez que permanece o aviso da suspensão de novos atendimentos também no Vital Brazil, em Timóteo, a partir do dia 10 deste mês. “Os impactos em todo sistema hospitalar na região será inevitável”, disse.  Presente na reunião, a Superintendente Regional de Saúde, Débora Cabral, explanou sobre a situação financeira do estado, que requer atenção. Diretamente envolvidos e interessados em cessar a crise do setor, o Deputado Celinho do Sintrocel, prefeito Geraldo Hilário, a superintendente Débora e o coordenador do grupo, Dr. Mauro Oscar, presentes na reunião, se comprometeram em buscar soluções para a saúde pública.

Com o objetivo de promover o desenvolvimento das indústrias locais, o grupo de competitividade apresentou o programa Garimpando Oportunidades, que foi lançado para promover rodadas de negócios entre fornecedores e empresas âncoras da região. “Nesta primeira rodada, que será realizada com a Usiminas, o programa movimentará mais de R$ 4 milhões no Vale do Aço”, disse Carlos Afonso, coordenador do grupo.

Diversos outros projetos que compõem a Agenda de Convergência visando a o desenvolvimento regional, sustentabilidade e promoção da educação local também foram apresentados no fórum. Todos estão disponíveis no site http://www.agendadeconvergenciamg.org.br/valedoaco/ com o status das ações propostas.

Para encerrar, o presidente da FIEMG Regional Vale do Aço e coordenador da Agenda, Luciano Araújo, ressaltou a importância do trabalho dos grupos. “Precisamos de pessoas que acreditam na região, que trabalham unidas, independente de entidade ou partido, para sanar as dificuldades que impedem o desenvolvimento local, e notamos esta maturidade e sinergia dos grupos, que têm conseguido contribuir e realizar os projetos, comprometidos com o propósito da Agenda de Convergência”, disse.