Notícias

"Bussines is great" é uma iniciativa que aproxima as empresas de Uberlândia do mercado britânico

Cooperação desenvolverá comércio entre o município e países europeus

Na segunda-feira (26)  foi realizado o seminário “Oportunidades de Negócios e Parcerias entre Uberlândia e o Reino Unido”,  na sede da FIEMG Regional Vale do Paranaíba (RVP). O evento foi uma parceria entre Regional Vale do Paranaíba, SEBRAE, Prefeitura de Uberlândia e Ministério do Comércio Internacional do Reino Unido no Brasil (DIT).

O propósito da iniciativa era mostrar dados sobre o ambiente de negócios na região do Reino Unido, discutir como abrir uma empresa, estratégias de internacionalização, além de apresentar instituições que já estão atuando no mercado britânico.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Dilson Dalpiaz, participou do evento e representou o prefeito Odelmo Leão. Ele aproveitou a oportunidade para falar sobre o conceito de internacionalização de Uberlândia e as ações do poder público, iniciativa privada, universidades e a sociedade para o desenvolvimento do município.

“Temos um projeto de internacionalização e queremos despertar oportunidades de cooperação dentro desse conceito. O que nos levou a desenvolvê-lo foram os atributos da cidade, como posição geográfica, infraestrutura, economia pujante e vocações para determinadas atividades econômicas”, comentou o secretário.

Das dez regionais da Fiemg em todo o estado, apenas a do Vale do Paranaíba conta com um setor de internacionalização. “É mais um mercado que se abre para nossa regional, tanto para importar como para exportar. E o interesse nosso é desenvolver a cidade, porque na globalização as pequenas empresas também estão importando, exportando e crescendo”, afirmou Everton Magalhães, presidente da FIEMG Regional Vale do Paranaíba.

Com um mercado consumidor de 60 milhões de pessoas, o Reino Unido está de olho em novas políticas comerciais e abertura de mercado. Essa tendência ganhou força com a saída da União Europeia, decidida em um referendo em 2016. O Brasil, de acordo com o consulado do Reino Unido, é uma das prioridades para os quatro países que compõem o Estado soberano.

“A nossa missão diplomática no Brasil tem como áreas prioritárias o comércio, investimento, ciências e inovação. Além disso, desenvolvemos muito na área de cooperação e com projetos específicos voltados a saneamento, cidades inteligentes, finanças verdes e transformação energética. Tudo o que está em pauta no nosso acordo com a prefeitura é uma visão macro que queremos explorar as oportunidades ao nível do município e da região, de modo a alavancar oportunidades e parcerias”, explicou o cônsul geral do Reino Unido em Belo Horizonte, Thomas Nemes.

Galeria