Notícias

Minas Trend ganha apoio do Governo e confirma sua importância para a indústria da moda

O evento consolida-se como um dos principais salões de negócios de moda da América do Sul.

Em sua 20ª edição e após uma década movimentando a cadeia de negócios da moda mineira, o Minas Trend ganha, a partir deste ano, apoio do Governo de Minas, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). O convênio selando a parceria entre o Sistema FIEMG/SESI (idealizador e realizador do evento) e a Codemig foi assinado pelo governador, Fernando Pimentel, o presidente da FIEMG, Olavo Machado Junior, e o presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco, em solenidade que marcou a abertura do Salão de Negócios no dia 4/04, no Expominas. “O apoio vem ao encontro de uma das prioridades do governo de estimular a economia criativa, atividade que pode impulsionar o crescimento não só de Minas, mas de todo o país neste momento de crise”, afirmou o governador Fernando Pimentel.

O convênio prevê investimentos totais de R$ 3,67 milhões pela Codemig em quatro edições do evento, distribuídos em cerca de R$ 900 mil para cada edição. “Trata-se de uma demonstração concreta do compromisso de apoiar a indústria de moda”, ressaltou o presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco.

Além do aporte financeiro, a Codemig apoia o Minas Trend com ações como o fomento à participação de pequenos empresários em estandes coletivos e a realização do Prêmio Empresa Tendência, que garante aos três primeiros colocados estandes próprios na edição seguinte do evento.

Para o presidente da FIEMG, Olavo Machado Junior, o apoio do governo é uma conquista há muito tempo pleiteada pela entidade, que investe cerca de R$ 6 milhões em cada edição do Minas Trend, com recursos próprios, provenientes de ações específicas e de parcerias com entidades e empresas. “Um evento que chega a dez anos consecutivos tem razão de acontecer. Nosso foco é gerar negócio para as empresas e estimular a cadeia produtiva da moda, objetivo que vem sendo alcançado com sucesso, com crescimento e reconhecimento de muitas marcas mineiras no mercado nacional e mundial”, reforçou.

Segundo Machado Junior, o evento evoluiu de 160 estandes, em sua primeira edição, para aproximadamente 250, atualmente. “Um levantamento informal aponta que os expositores vendem, em média, de 60% a 70% de sua produção durante as duas edições anuais do Minas Trend”, frisou.

O presidente da FIEMG acredita que a iniciativa de apoio do governo pode ajudar a incrementar a participação de empresas de outros estados. Hoje, cerca de 60% da feira ainda é composta por indústrias mineiras. “O Estado pode contribuir na atração de empresas de outras regiões do país, dando mais visibilidade para as marcas de Minas e contribuindo para a geração de negócios”, concluiu.

"O Minas trend está completando 10 anos de existência e de bons negócios.É um dos principais salões de negócios de moda da América do Sul. E nesse período, se revelou como uma importante plataforma de crescimento para empresas que investem em produtos diferenciados para os setores de vestuário, joias/bijuterias, calçados, bolsas e acessórios" disse Everton Magalhães Siqueira, presidente da Regional Vale do Paranaíba.

Além de marcas estreantes, do Grupo NOHDA Uberlândia (Patrícia Bonaldi, Apartamento 03, Lucas Magalhães e Pat Bo), empresas associadas ao Sindvestu que representam Uberlândia no evento: Clara Nato, Fabiana Milazzo, Flávia Rampelotti, Fethie Specially Handmade,  Ateliê Letícia Manzan, Neusa Faria Confecções  e Raquel de Queiroz.

Nesta década, diversas marcas que participam do evento - incluindo algumas que praticamente nasceram a partir da participação no salão de negócios -, vêm registrando crescimento expressivo, acima dos índices do setor. Muitas atribuem esse fato à adequação do ambiente de negócios, qualificação dos lojistas/compradores e alto nível dos expositores que caracterizam o Minas Trend. Carolina Malloy, sócia-proprietária da grife Arte Sacra, que participa há cinco anos da Semana de Moda Mineira, considera que o Minas Trend é o maior evento comercial de moda do Brasil, destacando sua importância para a trajetória da empresa. “Foi fundamental para a marca, principalmente no nosso reposicionamento de mercado quando passamos de pronta-entrega para pedido, agregando maior exclusividade ao nosso produto”. Segundo a empresária, que comercializa 60% de seu faturamento anual durante o evento, o nível dos lojistas que comparecem também deve ser destacado.

“É qualificado e tem perfil de moda, ou seja, o perfil da marca”, avalia. Relembrando sua primeira participação no Minas Trend, onde estreou em um estande coletivo com apenas uma arara de roupas, Glaucia Froes, da grife Plural, garante que hoje a marca é reconhecida internacionalmente. “Devo isso ao evento”, afirma. Para ela, que atualmente exporta para Europa e Estados Unidos, o evento é consolidado e cresce junto com as empresas que participam. “O Projeto Comprador, a presença de profissionais de imprensa de todo o Brasil que vêm conhecer nosso trabalho e a curadoria que seleciona expositores capacitados são diferenciais”, completa. Com apenas quatro participações no Salão de Negócios do Minas Trend, sendo que na próxima edição estreia no line-up de desfiles individuais do evento, a grife Unity7 foi apresentada ao mercado através do estande coletivo do Ready to Go – concurso promovido durante a Semana de Moda Mineira que visa detectar novos talentos da moda.

Eduardo Mendes, proprietário da marca, relembra que, logo na edição seguinte, reservou um espaço exclusivo, significativamente maior, em razão da excelente receptividade obtida. Hoje, a Unity7 produz uma média de 18 mil peças/mês, está presente em 120 pontos-de-venda em todo o país e pretende triplicar o tamanho de sua próxima coleção com novas linhas. “Considero o principal evento comercial de moda do Brasil. Desde que entrei no Minas Trend, crescemos em todas as edições”, atesta. Segundo o confeccionista, o evento, que participa com 40% no volume do faturamento anual da empresa, consegue reunir os principais lojistas do Brasil.

“São compradores que entendem de moda e buscam qualidade”, pontua. Laura Scofield, sócia-proprietária das grife Fátima Scofield, afirma que o Minas Trend é um dos maiores e mais importantes eventos de moda do Brasil. “Mais de 50% de nossas coleções são comercializados durante a semana de moda”, diz. Para ela, o Minas Trend consegue reunir compradores de todo o país de forma a proporcionar aos expositores uma ocasião propícia para boas negociações. “O Minas Trend contribui para a moda mineira e brasileira. É o momento de fazer negócios”, finaliza. Participando há cinco anos da Semana Mineira, onde também começou a expor suas peças em estandes coletivos do Concurso Ready to Go, hoje Lucas Magalhães é um nome reconhecido nacionalmente, marcando presença em 42 multimarcas no Brasil e três no exterior. “Até hoje, o Minas Trend é nosso principal ponto de vendas, onde comercializamos 60% do nosso volume”, analisa o estilista.

Segundo Magalhães, o evento proporcionou a exposição nacional e reconhecimento da marca, fato que colaborou para a aquisição da grife pelo Grupo Nohda, de propriedade da estilista Patrícia Bonaldi. Ainda à frente da direção criativa da marca que leva seu nome, Lucas Magalhães analisa o perfil do comprador diferenciado que abastece seus estoques no evento mineiro. “É um lojista super criterioso e que busca qualidade e originalidade. Temos que atender esta demanda para mantermos os bons negócios durante a feira”, completa o estilista que espera superar em 15% as vendas da próxima coleção em comparação à mesma temporada anterior. Em sua primeira participação no Salão de Negócios, a grife Skazi vendeu 2,5 mil peças, número que, após cinco anos, alcançou 30 mil unidades comercializadas.

Hoje, com 16 edições contabilizadas, período no qual chegou a vender 50% de sua produção anual no evento, a grife decidiu não participar da próxima edição para absorver este crescimento através de novas estratégias comerciais. Segundo Wander Skazi, proprietário da marca, esta decisão deveu-se à evolução e crescimento da empresa, reconhecendo que o Minas Trend teve uma importante participação nesse processo. “Sou muito grato ao evento, que se revelou uma ferramenta essencial para que obtivéssemos este sucesso e, mediante novas necessidades, traçar estratégias para a continuidade do crescimento”, finaliza Skazi.

Galeria