Notícias

Detentos de Muriaé concluem curso de Mecânica de Automóveis através da Escola Móvel SESI/SENAI

Parceria entre Prefeitura e o Sistema FIEMG promove oportunidades e reinserção social

No dia 6 de julho, 26 detentos e mais quatro agentes penitenciários se formaram no curso de Mecânica Básica de Automóveis, na Penitenciária Dr. Manoel Martins Lisboa Júnior, em Muriaé. A iniciativa foi realizada através da FIEMG Regional Zona da Mata e da Escola Móvel SESI/SENAI, em parceria com a Prefeitura Municipal da cidade.

A cidade foi uma das primeiras de Minas Gerais a receber este tipo de curso profissionalizante gratuito para o sistema prisional. A capacitação tem o intuito de especializar mão de obra e preparar os encarcerados para oportunidades no mercado de trabalho quando alcançarem a liberdade.

Os 26 detentos foram selecionados por bom comportamento. Quatro agentes penitenciários foram inseridos para também estarem à frente dos trabalhos, no momento de instalação da oficina mecânica. O curso com aulas práticas e teóricas teve duração de 80 horas e foi entregue um certificado para todos os participantes. Inicialmente, os aprendizes deverão consertar os veículos da própria Unidade. “Agradeço pela confiança e pela oportunidade de conseguir um trabalho quando sair daqui”, disse o detento O.R.T.

O vice-prefeito municipal, Marcos Guarino, esteve presente e ressaltou a necessidade de preparar os detentos para uma vida social e profissional quando estiverem livres. O secretário de Relações Institucionais, Carlos Magno, lembrou a importância de oferecer atividades que os façam conhecer novas fontes de renda. “Nossa intenção é oferecer o curso para que eles possam desenvolver, aqui mesmo na penitenciária, uma oficina de reparos em veículos, amenizando suas penas e ganhando experiência para ter uma nova atividade no mercado de trabalho”, disse.

O prefeito municipal, Grego, enalteceu a realização e a conclusão do curso realizado em parceria com a FIEMG. “Quem ganha com este aprendizado oferecido aos detentos somos todos nós da cidade e localidades vizinhas. Uma vez que um apenado aprende uma profissão, podendo trabalhar e sustentar a sua família de forma honesta, ele retornará a sociedade como um novo homem. É assim que construiremos um caminho mais humano, com menos violência e mais oportunidades”, declarou o prefeito.

Fonte: Portal de Notícias - Prefeitura Municipal de Muriaé