Notícias

Feira de Móveis de Minas Gerais espera gerar mais de R$ 300 milhões em negócios

Com novo formato, a Femur 2018 reúne lojistas de todo o Brasil e deve receber cerca de 15 mil visitantes
Graciele Vianna

O ótimo negócio é se relacionar. Este é o tema da Femur 2018 - Feira de Móveis de Minas Gerais - que chega a sua 13ª edição. Entre os dias 26 de fevereiro a 1º de março de 2018, o Pavilhão de Exposições do Horto Florestal da cidade de Ubá-MG abre novas possibilidades de negócios no setor moveleiro. Realizada pelo Intersind (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá), com apoio do Sistema FIEMG, a feira tradicionalmente é um ponto de encontro de grandes fornecedores, compradores e lojistas de todo o Brasil.

A cerimônia de abertura do evento aconteceu no dia 26 e contou com a presença de autoridades políticas e lideranças empresariais, como o presidente da FIEMG Regional Zona da Mata, Francisco Campolina; a subsecretária de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Elisa Costa; e o prefeito de Ubá, Edson Teixeira Filho. Os organizadores têm a expectativa de que nesta edição a feira contribua para a geração de mais de R$ 300 milhões em novos negócios e receba cerca de 15 mil visitantes em seus 70 estandes.

O presidente do Intersind, Aureo Barbosa, destacou durante a abertura do evento que a edição 2018 da Femur significa “mais uma grande oportunidade para mostrarmos nossas competências e nossos produtos para todo o Brasil, e até mesmo para visitantes de outros países”. Aureo ressaltou a os esforços da organização: “Nós, do Intersind e a cidade de Ubá, juntamente com nossos vizinhos, estamos trabalhando diuturnamente para tornar esse evento ainda mais especial. Devido à ampla diversidade do mix de produtos expostos e à identificação da marca com o segmento de móveis, o evento certamente vai possibilitar bons negócios e parcerias para o setor”, disse.

Para Francisco Campolina, ao logo dos anos em que vem sendo realizada, a Femur já se tornou um evento tradicional e esperado com ansiedade por expositores e compradores. “Desta forma, se firma como marco no progresso da indústria moveleira do estado. Eventos como este geram grandes negócios e movimentam a economia, reunindo o que há de mais moderno em máquinas, equipamentos, matérias-primas e acessórios para as indústrias do setor”, declarou. A secretária de Estado Elisa Costa afirmou que a feira representa um arranjo produtivo inovador em Minas Gerais, unindo inovação e tecnologia na indústria; e o prefeito de Ubá, Edson Teixeira, ressaltou a capacidade da indústria moveleira do Polo em se reinventar em meio à crise.

A Femur é considerada a maior feira do segmento em Minas Gerais e a terceira do país; e este ano, pela primeira vez, os estandes estão padronizados e com isso a organização pôde atender desde as pequenas às grandes empresas do Polo. A feira conta com uma grande infraestrutura, com aproximadamente 13 mil m² de área para as exposições. Sendo considerada como um evento com excelente relação custo-benefício, a Femur tem apresentado balanço positivo desde sua primeira realização, em 1994. Na última edição, ocorrida em 2016, passaram por lá cerca de 15 mil visitantes vindos de várias partes do Brasil e do exterior e foram contabilizados cerca de R$ 300 milhões em negócios. Para este ano, a expectativa é ultrapassar esse valor.

Durante o evento, foram expostos também os móveis vencedores do II Prêmio Design Sustentável, escolhidos pela população, juntamente com uma banca julgadora especialista. O Conjunto de Mesa e Cadeiras Calcário, da Modecor (1º lugar); o Armário Smart, da Cozinhas Itatiaia (2º lugar); e a Poltrona Egg, da House Deccor (3º lugar), foram os vencedores da segunda edição do prêmio. Os concorrentes foram avaliados de acordo com os critérios: inovação, viabilidade produtiva, sustentabilidade do produto e a criatividade no uso de materiais.

 

Graciele Vianna

Analista de Comunicação

FIEMG Regional Zona da Mata

 

 

Galeria