Notícias

FIEMG apoia lançamento de plataforma de Bioquerosene e Renováveis na Zona Mata

A iniciativa pretende fazer da Zona da Mata a primeira região do Brasil a desenvolver uma cadeia integrada de produção de diesel verde e bioquerosene

Foi realizado, no Dia Mundial do Meio Ambiente, 05 de junho, pela Prefeitura de Juiz de Fora, o lançamento da Plataforma de Bioquerosene e Renováveis da Zona da Mata, congregando 46 municípios para inserção da região no esforço de descarbonização do Acordo de Paris. A iniciativa contou com o apoio e participação da FIEMG Regional Zona da Mata, através da presença do presidente da entidade, Aurélio Marangon Sobrinho, e da analista ambiental Luíza Cortat.

Durante o evento, realizado no Premier Parc Hotel, aconteceu a assinatura de um  Memorando de Entendimento para a mobilização de todos os parceiros interessados em apoiar a Plataforma de Bioquerosene e Renováveis da Zona da Mata, visando a participação da região na bioeconomia dos combustíveis e o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e das metas ambientais do NDC Brasil para a recuperação do Bioma Mata Atlântica e a consequente preservação do meio ambiente. Representando a FIEMG Regional ZM, o presidente Aurélio Marangon assinou o documento.

A iniciativa pretende fazer da Zona da Mata a primeira região do Brasil a desenvolver uma cadeia integrada de produção de diesel verde e bioquerosene, direcionada ao transporte aéreo, ferroviário e rodoviário pesado, com a utilização de fração de lixo urbano, lodo orgânico e de óleos vegetais extraídos de espécies nativas da Mata Atlântica, como é o caso da macaúba.

Segundo a Prefeitura de Juiz de Fora, a plataforma tem o apoio de órgãos dos governos municipal e estadual, universidades, centros de pesquisas e empresas nacionais e internacionais ligadas ao setor de transportes, além da Embaixada Britânica no Brasil.

O evento foi aberto pelo prefeito Antônio Almas, que ressaltou a importância de se buscar alternativas energéticas que sejam promotoras do desenvolvimento. O cônsul-geral do Reino Unido no Brasil, Simon Wood, elogiou a ação, e falou sobre fundos de investimento britânico em energia limpa, que podem ser utilizados para financiar ações consideradas na plataforma de Juiz de Fora e região. Já o diretor de biocombustíveis de aviação da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio), Pedro Scorza, destacou o comprometimento da indústria de aviação com a mudança da matriz de combustíveis do setor.

Encerrando o evento, foi realizado o plantio simbólico de macaúba no Parque da Lajinha, seguido por uma visita à Olaria, onde acontece desde 2010 um projeto pioneiro de cultivo de palmeira, sob orientação da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

 

Graciele Vianna

Analista de Comunicação

FIEMG Regional Zona da Mata

Galeria