Notícias

FIEMG Regional Zona da Mata recebe senador Antonio Anastasia para palestra

Iniciativa integra o Fórum de Desenvolvimento Econômico de Juiz de Fora

O senador Antonio Anastasia participou, dia 8 de junho, do Fórum de Desenvolvimento Econômico de Juiz de Fora, realizado na FIEMG Regional Zona da Mata. A idealização do evento é uma iniciativa do empresário João Matos, que ocupou o cargo de secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo na Prefeitura Municipal, entre abril de 2016 e 2018. Essa edição do evento contou com o apoio da FIEMG Regional ZM em sua realização.

O encontro foi iniciado pelo presidente da FIEMG Regional Zona da Mata, Aurélio Marangon Sobrinho, - nomeado oficialmente para o cargo pelo presidente do Sistema FIEMG, Flávio Roscoe Nogueira, na data 06 de Junho -, que deu as boas-vindas ao público presente. Na sequência, o idealizador do evento, João Matos, complementou a abertura da reunião, seguido do vice-presidente do Sistema FIEMG, presidente do Centro Industrial e do Sindimeias-JF, Tadeu Monteiro de Barros.

Também fizeram uso da palavra o prefeito de Guarani e presidente da Ampar, Paulo Neves, e o prefeito municipal de Juiz de Fora, Antônio Almas. Ambos expuseram a necessidade de um novo pacto federativo, para que as Prefeituras do estado não sejam penalizadas pelo cenário econômico desfavorável. Almas fez um alerta para a situação dos municípios da Zona da Mata. “Cerca de 60% dos municípios de nossa região estão entre os mais pobres de Minas Gerais, Juiz de Fora tem que impulsionar o crescimento de toda a Zona da Mata.”, disse. 

No momento seguinte, foi dada a palavra ao senador Antonio Anastasia, que ministrou a palestra “O Desenvolvimento Regional na Zona da Mata”. Ao falar sobre o tema, o senador resgatou o passado de pioneirismo industrial ocupado por Juiz de Fora, valorizou o capital humano e intelectual produzido na cidade, e questionou se atualmente seria possível realizar uma política econômica regional vigorosa no Brasil. “O risco de se investir no Brasil é imenso, o primeiro esforço coletivo que devemos fazer é trabalhar positivamente para reverter esse quadro. Nosso país hoje não é uma federação, todos os poderes estão concentrados em Brasília”, refletiu.

Anastasia também abordou em seu discurso problemas antigos da região como a guerra fiscal com os estados de Rio de Janeiro e Espírito Santo, a burocracia estabelecida pelo Estado em relação ao aeroporto regional e a pendência do acesso ao terreno para a construção da planta da M Dias Branco, que traz incertezas sobre a vinda da indústria para Juiz de Fora. “O quadro é complexo e não pode ser resolvido de uma maneira só, é preciso identificar oportunidades, sermos criativos e procurarmos recursos fora para retomar o crescimento”, finalizou.

O Fórum contou com a presença dos deputados federais Rodrigo de Castro e Marcus Pestana, dos deputados estaduais Antônio Jorge e Noraldino Junior, além de empresários, representantes de entidades, prefeitos da região e vereadores.  

 

Galeria