Notícias

Flávio Roscoe toma posse na FIEMG e lança novos desafios para a indústria de Minas

Empresário da Zona da Mata recebe homenagem no Dia da Indústria

Construir um ambiente de negócios competitivo para a indústria mineira. Esse será o grande desafio do novo presidente da FIEMG, Flávio Roscoe Nogueira. Será também sua principal bandeira no comando da entidade que representa 139 sindicatos e 64 mil indústrias no estado e que terá, segundo Roscoe, foco ampliado na defesa de interesses do setor. “Vamos nos dedicar 24 horas por dia, 365 dias por ano, para construir um ambiente de negócios que nos permita concorrer e conquistar mercados no Brasil e no mundo”, garantiu o empresário em seu discurso de posse, no dia 24 de maio, durante a cerimônia que marcou o início da nova gestão e a comemoração do Dia da Indústria 2018, na Sala Minas Gerais, em Belo Horizonte.

A estratégia do dirigente à frente da entidade mineira passará por buscar o apoio da sociedade na luta contra os problemas que impedem o desenvolvimento do setor produtivo no país. “As dificuldades que impactam a indústria afetam também os trabalhadores e a sociedade brasileira, que é quem paga os tributos. Vamos mobilizar a sociedade para, juntos, defendermos os interesses que, não tenham dúvida, são os mesmos do setor industrial. Para isso, precisamos reposicionar a imagem do empresário, mostrando que é a indústria o maior gerador de empregos qualificados e bem remunerados”, ressaltou Roscoe.

Na presença do presidente da República, Michel Temer, ele defendeu que o governo deve apoiar o setor produtivo, implementando reformas estruturais urgentes para o crescimento, a exemplo da nova legislação trabalhista e do controle de gastos públicos, já em vigor. “Não dá para discutir mudança tributária sem antes debater o tamanho do Estado. O Estado brasileiro é caro, grande e ineficiente. Esta é a reforma principal que deve ser executada no país. A sociedade precisa ser maior do que o Estado, que deve atender as necessidades do setor produtivo e da população. Vamos trabalhar em todos os fóruns, sobretudo no Legislativo, para construir leis vocacionadas ao crescimento econômico”, destacou.

Industrial do setor têxtil, dirigente da FIEMG há 16 anos e presidente do Sindicato das Indústrias Têxteis de Malhas no Estado de Minas Gerais (Sindimalhas), Flávio Roscoe defendeu ainda o fortalecimento do sistema cooperativo de crédito como solução para “o oligopólio do sistema financeiro”. Ele criticou os impactos das exigências impostas pelo Bloco K (controle de produção e estoque em versão digital que entrou em vigor em janeiro deste ano) e pelo eSoocial sobre as empresas. “São medidas que aumentam a burocracia em um nível absurdo e que ameaçam a propriedade industrial”, destacou, pedindo que sejam revistas pelo governo.

Flávio Roscoe é sócio-diretor do grupo Colortextil, sediado em Belo Horizonte, um dos principais fornecedores de malhas do país, com mais de 30 anos de mercado. Entre os cargos que já ocupou estão o de diretor da FIEMG, presidente do Conselho FIEMG Jovem e da Câmara da Indústria do Vestuário e Acessórios da entidade. Ele também foi membro do Conselho de Indução ao Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (COIND) e do Conselho de Administração da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT).

 

Solenidade do Dia da Indústria tem homenageado da Zona da Mata

 

Durante a solenidade que marcou a posse do novo presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, a entidade celebrou também o Dia da Indústria 2018. Durante o evento, foi condecorado o Industrial do Ano 2018, o empresário Otávio Viegas, presidente da VMI Tecnologias.  O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, recebeu o Grande Colar do Mérito Industrial e outros 15 empresários do estado foram homenageados com a Medalha do Mérito Industrial.

Indicado pela FIEMG Regional Zona da Mata, o empresário João Silvano de Souza Neto foi o representante da região agraciado no evento. Natural de Cataguases, ele é sócio administrador da Souza Costa Indústria e Comércio Ltda., a DGust, instalada em Juiz de Fora, desde 1990.  O Dia da Indústria foi instituído pelo Presidente Juscelino Kubitschek, em 1957.

 

João Silvano de Souza Neto

Sócio Administrador da Souza Costa Indústria e Comércio Ltda. - DGust

Natural de Cataguases, João Silvano de Souza Neto lidera a Souza Costa Indústrias e Comércio de Biscoitos – a DGust, desde 1990. Um dos diferenciais da empresa é o fato de buscar sempre seu capital humano na comunidade em que está inserida, o que proporciona melhor qualidade de vida para seus funcionários, além de promover o desenvolvimento econômico e social da região. Além disso, a DGust tem como premissa investimentos constantes em treinamento e capacitação de seus colaboradores. Hoje, a empresa conta com 14 funcionários e preza pelo bom relacionamento com seus clientes, coro funcional e fornecedores, além de investir em inovações e práticas sustentáveis como reciclagem de resíduos sólidos e energia solar.

 

SJJ_0534.JPG

 Homenageado-ZM-Jo-o-Silvano-de-Souza-Neto.jpg

 

 

Galeria