Produtos

Segurança e Saúde no Trabalho

Programa foca na maior produtividade e em um ambiente saudável na indústria

Práticas de Segurança e Saúde no Trabalho são compromissos exigidos pela legislação brasileira e ainda contribuem significativamente para o aumento do faturamento de sua empresa.

A atuação do SESI ao lado da indústria mineira tem o objetivo de ajudá-la a cumprir as Normas Regulamentadoras (NR), que são um conjunto de requisitos e procedimentos relativos à segurança e medicina do trabalho, de observância obrigatória às empresas que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Ao mesmo tempo, o SESI está investindo, ao lado da indústria, no compromisso de zelar pelas pessoas, no ambiente de trabalho e além dele.

Para atender a esses objetivos, o SESI oferece uma estrutura completa de soluções integradas para a construção de um ambiente corporativo sadio e com riscos controlados.

 

A adoção dessas práticas também é importante para o fortalecimento da imagem institucional de sua empresa no mercado consumidor e, principalmente, para a promoção de melhorias na qualidade de vida do trabalhador.

Conheça os serviços oferecidos

• PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais  identifica, reconhece e controla os perigos e fatores de risco (químicos, físicos e biológicos) presentes no local de trabalho, preservando a saúde e a integridade física do trabalhador.
• PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional  programa com caráter de prevenção, mapeamento precoce e diagnóstico dos agravos à saúde dos trabalhadores, além de constatar casos de doenças profissionais ou danos causados por riscos no ambiente de trabalho. O PCMSO também fornece informações sobre a eficiência das ações de segurança na prevenção do adoecimento dos trabalhadores.
• PCMAT – Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção — identifica, reconhece e controla os perigos e fatores de risco (químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes) presentes na Indústria da Construção para todos os estabelecimentos acima de 20 empregados.
• PGR – Programa de Gerenciamento de Riscos — identifica, reconhece e controla os perigos e fatores de riscos (químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes) presentes nas Indústrias da Mineração, preservando a saúde e integridade física do trabalhador.
• Levantamento de Riscos Ambientais — consiste na realização de avaliações ambientais qualitativas e quantitativas dos riscos existentes no ambiente laboral, considerando natureza do trabalho e tempo de exposição ao risco, dando suporte de análise para os engenheiros e médicos do trabalho. Em conjunto, o SESI também realiza os laudos de periculosidade e de insalubridade.
• Laudos Técnicos/LTCAT — realização de avaliações ambientais dos riscos existentes no ambiente laboral, considerando natureza do trabalho e tempo de exposição ao risco, para fins de aposentadoria.
• Exames Audiométricos — visa avaliar a audição dos trabalhadores expostos ao ruído no trabalho, para detectar possíveis alterações auditivas.
• Exames Complementares — auxiliam o médico do trabalho na elaboração de um diagnóstico, nesse caso em saúde preventiva, ajudando na definição de aptidão ou não dos trabalhadores para as atividades que são ou serão exercidas. Os mais comuns em saúde ocupacional são: Audiometria, Espirometria, Eletrocardiograma, Eletroencefalograma, Acuidade Visual, Exames Laboratoriais, Exames de imagem (radiografias, etc.).
• Consultas Ocupacionais — uxiliam o médico do trabalho na elaboração de um diagnóstico, neste caso em saúde preventiva,  ajudando na definição de aptidão ou não dos trabalhadores para as atividades que são ou serão exercidas. Os mais comuns em saúde ocupacional são: Audiometria, Espirometria, Eletrocardiograma, Eletroencefalograma, Acuidade Visual, Exames Laboratoriais, Exames de imagem (radiografias, etc.).
• PCA – Programa de Conservação Auditiva — conjunto de ações coordenadas que tem por objetivo prevenir ou estabilizar as perdas auditivas ocupacionais, assim como os efeitos não ocupacionais da exposição ao ruído. Dar suporte em conjunto com as áreas de engenharia e medicina ás ações de controle efetivo das diversas fontes de ruído na indústria.
• PPR – Programa de Proteção Respiratória — adoção de medidas práticas e administrativas onde for necessária a utilização do equipamento de proteção respiratória.
• Análise Ergonômica do Trabalho — avalia a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores relacionadas ao levantamento, transporte, carga e descarga de materiais, ao mobiliário, aos equipamentos, às condições ambientais do posto de trabalho e à própria organização do trabalho. Contém um plano de ação a ser implementado pela empresa.
• Gestão Ergonômica — gerenciamento contínuo dos riscos ergonômicos .O objetivo é minimizar e/ou eliminar o risco ergonômico através de um conjunto de ações, dentre elas, a formação e capacitação do Comitê Ergonômico, a classificação do grau de risco ergonômico, implementação das melhorias ,validação de melhorias e demais ações de acordo com a demanda de cada empresa. O conjunto de ações visa assegurar um ambiente de trabalho seguro e saudável.
• Treinamentos em Segurança e Saúde do Trabalho — visam o atendimento as necessidades das indústrias para o cumprimento das Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego com o objetivo de atender também os interesses dos trabalhadores na prevenção de acidentes, melhoria da qualidade de vida e tomada de decisões corretas no ambiente laboral. São exemplos de treinamentos: CIPA, Trabalho em altura, Espaço confinado, dentre outros.
• SIPAT/SIPATMIN – A Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho — desenvolve atividades voltadas para prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.


Conheça as cidades que abraçam as ações

Contagem | Divinópolis | Governador Valadares | Ipatinga | Itaúna | Ituiutaba | João Monlevade | Juiz De Fora | Montes Claros | Patos de Minas | Pouso Alegre | Ubá | Uberlândia |

No estado, são 13 as unidades de SST e todas operam com a capacidade de oferecer e aplicar os programas da área, cobrir todo o escopo de atividades. A abrangência das 13 unidades alcança todo o estado e, em 2016, chegaram a três mil empresas e cerca de 280 mil trabalhadores”.

Mas a área de SST não para. Sempre em busca de aprimorar sua atuação e, por conseguinte, a das indústrias, as unidades estão em expansão e a área está ampliando o atendimento e capacitando as unidades para realizarem ações mais atuais, mais certeiras e customizadas.


Conheça as Unidades de Minas Gerais que oferecem as soluções

As 13 unidades de SST atualmente em funcionamento, operam com capacidade de oferecer e aplicar os programas legais, cobrindo todo o escopo de necessidades da Indústria. A abrangência destas unidades alcança todo o estado e, em 2016, chegamos a atender três mil empresas e cerca de 280 mil trabalhadores.

Mas o SESI não para. Sempre em busca de aprimorar sua atuação e, por conseguinte, a das indústrias, as unidades estão em expansão e a área de SST está qualificando e ampliando o atendimento e capacitação de nossos profissionais para realizarem ações mais atuais, customizadas e focadas nas demandas da Indústria.

Mapa-2.png

SST em números

 infografico-sst.png

Para saber mais informações ligue para (31)3362-2020.

Trabalhador

Saiba como se cuidar

 

Empregador

Conheça as Normas

Saiba como cuidar de sua equipe

 

Cartilhas SST

Contratação em Atividades Críticas  NOVA!

Guia Prático de Aterramento (2014)

Noções Básicas

Setor Gráfico

Setor Metalmecânico

Setor Sucroenergético

Setor Calçadista

Setor Frigorífico

 Setor Moveleiro

Setor de Panificação

 

Vídeos

100% SEGURO

SST em Frigoríficos

SST em Mineração

SST na Indústria da Construção

 

Saiba +

Promoção da Saúde

Palestras | Campanhas | Vacinação

Treinamentos

Diagnósticos

Indústria Segura | DSEV

CRER

Ações Estratégicas em Ergonomia


Serviços

SST no SESI Nacional