Notícias

Polo calçadista aumenta participação no recolhimento do ICMS

Maior geração de ICMS é sinalizador do dinamismo do setor

O polo calçadista de Nova Serrana, na região Centro-Oeste, viu sua geração de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) crescer consideravelmente nos últimos anos. Em 2013, o recolhimento foi de R$ 66.5 milhões, passando a R$ 88,51 em 2016. Em 2017, a conta fechou em 97,1 milhões em recolhimento.

Para o presidente do Sindinova, Pedro Gomes da Silva, a maior geração de ICMS é um sinalizador do dinamismo da economia e do trabalho feito pelas indústrias. “Esse é o resultado do trabalho do empresário e das ações e apoio dos órgãos do Sistema FIEMG”, ressaltou.  

Em 2015, houve redução da alíquota do imposto de 3% para 2% para as indústrias instaladas no polo de produção de calçados.

O número de vendas passou de R$ 1,8 bilhão em 2013, para R$ 3,8 bilhões em 2017.

Nova Serrana se manteve na liderança entre as dez cidades brasileiras com a maior geração de empregos. De janeiro a novembro em 2017 criou 3.399 vagas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho.

A indústria, com destaque para o setor calçadista, foi a principal responsável pelo desempenho positivo, com a criação de 2.870 postos de trabalho. O setor de serviços ficou em segundo lugar, com 292 vagas, e o comércio  com a abertura de 203 empregos. O setor calçadista emprega 20 mil trabalhadores de forma direta.

Últimas notícias

  1. Projetos apoiados pelo PCIR são aprovados no Edital de Inovação para a Indústria

    Leia

  2. SINDUSCARNE, em parceria com SENAI-MG, traz Unidade Móvel do SENAI-ES para Minas

    Leia

  3. Sistema FIEMG e SINDINFOR realizam evento para promoção da internacionalização de empresas mineiras para os EUA

    Leia

  4. Mais oportunidades nos Estados Unidos

    Leia

  5. Sindicatos ampliam parceria com a FIEMG na divulgação de serviços

    Leia

  6. Jogos virtuais ajudam no tratamento de dificuldades neuromotoras

    Leia

  7. SINDIEXTRA e FEAM promovem seminário para debater gestão de barragens

    Leia

  8. Empresários da construção mineira iniciam 2018 confiantes

    Leia