Notícia

Panificação brasileira se reúne em Belo Horizonte

Presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, participou da Convenção Nacional da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (Abip)

Fotos: Sebastião Jacinto Júnior

A união dos industriais através do associativismo foi destaque na Convenção Nacional da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (Abip), que reuniu panificadores de todo o Brasil, no Hotel Mercure Lourdes, no dia 25/5 e contou com a participação do presidente da FIEMG, Flávio Roscoe. O líder industrial mineiro salientou a importância da mobilização e engajamento dos empresários  para a construção de uma sociedade melhor.

Neste sentido, ele lembrou da importância do setor da Panificação como referência  da população. "Mundo mudou mas a presença do consumidor na padaria  ainda é uma realidade", observou destacando a importância do evento. " Uma Convenção que foi alto sustentável com muitos patrocinadores mostra relevância do setor," observou referendado pelo representante Bunge, Júnior Justino que falou em nome dos patrocinadores.

Convenção - Durante o evento foram discutidos planos de trabalho, novos modelos de negócio, tendências de mercado e os impactos e efeitos causados pela pandemia e alta do trigo no setor. Também foram realizadas palestras e exposição de tendências de mercado. 

“O evento anual estava suspenso durante o período de pandemia, mas volta com toda a força, inovação, troca de experiências, de criatividade e muitas novidades neste ano de 2022. O encontro presencial foi incrível”, destacou o presidente da Abip, Paulo Menegueli.

O presidente da Camara da Indústria da Alimentação da FIEMG e da Amipão, Vinicius Segantini Dantas, também ressaltou as boas experiências. Ele informou que durante o evento, os empresários panificadores fortaleceram laços, tiveram acesso a produtos diferenciados, se capacitaram e trocaram experiências. Em seu discurso, ele ressaltou atuação do presidente da Fiemg, Flávio Roscoe:

"Grande parceiro da Panificação, única indústria presentes em todos os municípios brasileiros", observou. Neste sentido, ele destacou o trabalho realizado pela FIEMG na assessoria na área de Energia, que é o segundo maior custo do setor atrás apenas da folha de salários. " Temos encontrado fontes alternativas que tem impactado positivamente nossos custos", comemorou.

Trajano Raposo
Imprensa FIEMG

Últimas notícias

  1. FIEMG Jovem debate novos modelos de negócios

    Leia

  2. Parceria que fomenta o conhecimento e a cultura

    Leia

  3. Professor do SESI é finalista de concurso musical

    Leia

  4. Aeroporto Internacional de Belo Horizonte impulsiona indústria e economia

    Leia

  5. CIEMG: diretrizes de trabalho para nova gestão

    Leia

  6. Off-site como tendência das construções do futuro

    Leia

  7. Saúde em foco: tudo sobre diabetes pra você

    Leia

  8. Curso sobre prospecção de clientes marca a retomada das atividades do setor de Rochas Ornamentais em Uberaba

    Leia