Notícia

Atividade da indústria mineira mostra queda menos intensa em maio

Empresas encerram maio com estoques inferiores ao planejado, sinalizando que a demanda foi acima da esperada

A Sondagem Industrial de maio revelou retração menos acentuada da produção e do emprego na indústria de Minas Gerais, após os indicadores registrarem quedas recordes em abril. As empresas encerraram maio com o nível de estoques abaixo do planejado, apontando que a demanda foi superior à esperada. Entretanto, o setor ainda sente os efeitos negativos da crise, com índices inferiores aos verificados há um ano. A utilização da capacidade instalada permaneceu abaixo da usual para o mês, sinalizando que a indústria opera com ociosidade.

Os indicadores de expectativas com relação à demanda e ao emprego nos próximos seis meses cresceram pela segunda vez consecutiva, depois de atingirem, em abril, os menores patamares da série histórica. A redução do pessimismo dos empresários foi decorrente do início da flexibilização das medidas de distanciamento social adotadas para a contenção da Covid-19. O índice que mede as intenções de investimento dos industriais também aumentou pelo segundo mês seguido, após retração histórica em abril.

Clique AQUI e confira o estudo completo.

 

Últimas notícias

  1. Diretores do CIEMG se reúnem para acompanharem ações da entidade

    Leia

  2. Lei que facilita a venda de imóveis da União é pauta de encontro

    Leia

  3. FIEMG e CCEE apresentam as regras gerais de comercialização de energia

    Leia

  4. Conselho de Infraestrutura da FIEMG recebe secretário estadual

    Leia

  5. União para um ambiente de negócios mais justo em Santa Luzia

    Leia

  6. Apoio à exportação de empresas brasileiras é tema de webinar

    Leia

  7. Presidente Flávio Roscoe visita Uberlândia e Araguari

    Leia

  8. FIEMG abre licitação para ampliar e construir novas unidades do SESI

    Leia