Notícia

Aumento da taxa Selic confirma processo de normalização monetária do país

Esta foi a quarta elevação consecutiva neste ano

A decisão de elevação da taxa Selic de 4,25% para 5,25% ao ano é recebida sem surpresas pela FIEMG. O aumento de um ponto percentual da Selic é mais uma confirmação de que o processo de normalização monetária (aumento de juros) seguirá acelerado no país.

No entanto, é prudente uma reavaliação de conduta nas próximas reuniões do COPOM, considerando fatores que exercerão menor pressão inflacionária – como a estabilidade do real perante o dólar e a queda dos preços internacionais de commodities agrícolas e metálicas –, ao mesmo tempo em que o avanço das atividades industriais e de varejo dá claros sinais de desaceleração. Ademais, a recuperação do mercado de trabalho segue lenta e a taxa de desemprego continua em patamares historicamente elevados, com mais de 14,6 milhões de desempregados.

A FIEMG revisou as suas previsões econômicas, ao identificar que o ritmo atual de aumento de juros exercerá influência negativa na atividade econômica em 2021 e 2022, com efeitos diretos na retomada do emprego, na renda e no crescimento econômico, em um dos momentos mais difíceis vivenciados pela sociedade brasileira.

Últimas notícias

  1. Uma nova geração preparada para o futuro

    Leia

  2. Programa Economia Circular da FIEMG é desenvolvido em indústrias em Montes Claros

    Leia

  3. Presidente da Apex-Brasil visita a FIEMG

    Leia

  4. SESI promove VI Seminário de Segurança e Saúde de Juiz de Fora

    Leia

  5. Representante do Brasil na União Europeia realiza palestra para empresários mineiros

    Leia

  6. Soluções para o setor automobilístico do país

    Leia

  7. Otimismo dos industriais permanece, mas em menor intensidade

    Leia

  8. Mais celeridade na certificação de fogos de artifício

    Leia