Notícia

Confiança dos industriais mineiros aumenta após cinco quedas seguidas

Aumento da confiança é explicado, especialmente, pela flexibilização gradativa das medidas de distanciamento social ocorrida a partir da segunda quinzena de abril

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) atingiu 59,5 pontos em maio, crescimento de 6 pontos frente a abril (53,5 pontos), de acordo o estudo divulgado nesta quarta-feira (19) pela FIEMG. O resultado interrompeu uma sequência de cinco recuos, e mostrou empresários mineiros mais confiantes na economia e em seus negócios. A melhora do indicador pode ser atribuída, especialmente, à flexibilização gradativa das medidas de distanciamento social ocorrida a partir da segunda quinzena de abril.

A percepção dos empresários de que os efeitos econômicos negativos da “segunda onda” da pandemia foram menos intensos que aqueles observados na “primeira onda”, e o avanço da vacinação contra a Covid-19, ainda que lento, também contribuíram positivamente. Vale ressaltar, contudo, que a elevação ocorrida em maio não foi suficiente para devolver a perda acumulada de dezembro de 2020 a abril de 2021, de 10,4 pontos. O índice avançou expressivos 21,9 pontos em relação a maio de 2020 (37,6 pontos), quando houve forte contração da atividade e grande incerteza quanto ao futuro da economia, no início da crise sanitária. O ICEI nacional cresceu 4,8 pontos em maio (58,5 pontos), ante abril (53,7 pontos), sinalizando empresários mais confiantes.

O ICEI resulta da ponderação dos índices de condições atuais e de expectativas, que variam de 0 a 100 pontos. Valores acima de 50 pontos indicam percepção de situação atual melhor e expectativa positiva para os próximos seis meses, respectivamente. O componente de condições atuais aumentou 6,2 pontos entre abril (45,8 pontos) e maio (52 pontos) e voltou a ficar acima de 50 pontos, após dois meses abaixo desse patamar. O indicador mostrou que os industriais perceberam melhora na situação atual das suas empresas.

O índice foi 22,2 pontos superior ao de maio de 2020 (29,8 pontos), e o mais elevado para o mês em 11 anos. O componente de expectativas para os próximos seis meses cresceu 5,9 pontos frente a abril (57,4 pontos) e marcou 63,3 pontos em maio, o melhor resultado verificado em 2021. O indicador mostrou industriais otimistas com relação às economias do país e do estado, e aos seus negócios. O índice avançou 21,8 pontos na comparação com o verificado em maio de 2020 (41,5 pontos), e foi o mais elevado para o mês em 11 anos.

Clique aqui e confira o estudo completo.

Últimas notícias

  1. “O Plano de Investimentos da CEMIG Distribuição”

    Leia

  2. Ação solidária do SESI Barbacena arrecada mais de uma tonelada de produtos para o Hospital Ibiapaba

    Leia

  3. Linhas de financiamentos e de apoio à projetos de inovação

    Leia

  4. Indicativos de como atuar em um futuro próximo

    Leia

  5. FIEMG doa câmaras frias para Capinópolis e Ipiaçu

    Leia

  6. Flávio Roscoe participa do Fórum de Minas para discutir desenvolvimento estadual

    Leia

  7. FIEMG realiza debate sobre reforma tributária

    Leia

  8. Santa Casa de Misericórdia de Sabará recebe capacetes de ventilação não invasiva

    Leia