Notícia

FIEMG reconhece empresas emissoras de certificação de origem internacional

Documento é utilizado nos processos de exportação, atestando a origem e confiabilidade de produtos. Saiba mais

Fotos: Sebastião Jacinto Júnior

O comércio exterior é um pilar importante da economia mineira e a FIEMG é parceira das empresas que exportam e importam produtos, bens e serviço. Dessa maneira, a Federação e o Centro Internacional de Negócios (CIN) promoveram nessa quinta-feira (14/7) um encontro para reconhecer os maiores emissores de certificação internacional de origem de produtos em 2021. O evento reuniu na sede da FIEMG, em Belo Horizonte, empresários, representantes do poder público e profissionais que atuam no segmento.

Emitido por entidades habilitadas para exportadores, o certificado é um importante documento que confere a origem do produto, tornando-o mais competitivo para a empresa que vende para outros países e consumidores, de acordo com o coordenador da certificação internacional do CIN da FIEMG, Renato Silva. "O documento está amparado em acordos internacionais, podendo assegurar reduções ou isenções de impostos em países que o Brasil tem acordo, além de outros benefícios", disse. Para ter acesso ao certificado, a empresas precisam cumprir alguns requisitos e normativas.

A gerente de Internacionalização da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Sarah Saldanha, considera o certificado um instrumento que confere segurança e credibilidade aos processos de exportação. "É muito importante olhar o processo de emissão de certificado de origem não como fim de si mesmo. É preciso fazer um planejamento e olhar para trás. De onde, por exemplo, eu posso trazer insumos de modo a não perder e a garantir a conferência de origem? De que maneira eu posso assegurar que o processo produtivo cumpra os requisitos adequados para a certificação?", comentou.

A gestora falou ainda sobre o Certificado de Origem Digital (COD), cuja emissão pode ser realizada no sistema Novo COD, com praticidade, agilidade e segurança. Todas as informações sobre a ferramenta estão disponíveis neste link.

"O certificado de origem é importante para o comércio exterior e estratégico nas negociações de acordos internacionais firmados pelo governo brasileiro", declarou o coordenador-geral de regimes de origem do Ministério da Economia, Rafael Laurentino, ao se referir à essencialidade do documento para o exportador. "O comércio internacional é uma das vertentes para ajudar na recuperação econômica do país no período pós-pandemia da Covid-19. Por isso, a interlocução com as empresas em eventos como esse da FIEMG é sempre importante para entender os problemas, resolvê-los ou amenizá-los".

Para a gerente do Centro Internacional da FIEMG, Rebecca Macedo, o evento não somente reconheceu as empresas emissoras dos certificados "como proporcionou a participação de especialistas que trouxeram importantes contribuições a respeito da plataforma de emissão de Certificado de Origem Digital (COD), acordos comerciais em negociações e outros assuntos associados ao comércio exterior e aderente à indústria". Criado em 1998, o Centro Internacional de Negócios é o responsável pela criação e promoção de projetos em diferentes setores industriais. Conheça mais neste link.

Clique aqui e veja mais fotos do evento

Rafael Passos
Imprensa FIEMG

Últimas notícias

  1. Alunos do SENAI são capacitados para conversão de antenas parabólicas

    Leia

  2. Flávio Roscoe disputa partidas de xadrez com alunos SESI

    Leia

  3. Empossada nova diretoria da FIEMG Vale do Rio Grande

    Leia

  4. Troca de experiências entre Espírito Santo e Minas Gerais

    Leia

  5. O futuro da indústria está nas salas de aulas

    Leia

  6. Conselho de Tecnologia apresenta e debate diretrizes de trabalho

    Leia

  7. Minas tem inventário positivo de remissões de gases de efeito estufa

    Leia

  8. Espaço CEMIG SESI de Eficiência Energética oferece atividades gratuitas

    Leia