Notícia

Parcerias diversas entre Minas Gerais e Peru

Embaixador do Peru no Brasil vem à FIEMG ampliar oportunidades de negócios

A FIEMG recebeu nesta sexta-feira, dia 10/05, a visita do embaixador extraordinário e plenipotenciário da República do Peru no Brasil, Javier Raúl Martín Yépez, do cônsul geral do Peru em Brasília, Max Hernandez, e do cônsul honorário do Peru em Belo Horizonte, David Antonio Guzmán Chumo.

O encontro teve como foco os temas de promoção do comércio, investimentos, economia, turismo, cultura e gastronomia. Em sua primeira vez em Minas Gerais, o embaixador do Peru falou das características do seu país e as similaridades com o estado, como a mineração. “Para nós é muito importante essa reunião com a FIEMG por conhecermos o potencial industrial de Minas Gerais e o trabalho já estruturado pela entidade”, diz.

Martín Yépez apresentou possíveis oportunidades de expansão internacional para empresas mineiras, em diversas áreas, no Peru e convidou indústrias do setor produtivo para conhecerem a Perumin, segunda maior feira de mineração do mundo, que acontece em setembro. “Estamos totalmente comprometidos em trabalhar e incrementar nossa parceria econômica e comercial com o estado”, ressalta o embaixador.

Minas e o Peru

O comércio bilateral em 2017 totalizou US$ 476 milhões, sendo US$ 138 milhões em exportações de Minas Gerais e US$ 337 milhões em importações.

Os principais segmentos exportadores foram aço e produtos da metalurgia US$ 99 milhões (72%), veículos e material de transporte US$ 8,2 milhões, (6%) e alimentos (5,2%). Das importações destaque para minérios US$ 266 milhões (79%), especialmente zinco, e catodos de cobre US$ 39 milhões (11,8%). 

Segundo Fabiano Soares Nogueira, presidente do Conselho de Política e Mercados Internacionais, a mineração é um setor essencial para Minas Gerais e o que temos de mais semelhante com o Peru. Mas o empresário ressalta que o estado tem muitas outras potencialidades para oferecer ao país, como a gastronomia e a indústria têxtil.  

Durante a reunião, o embaixador ressaltou a vontade do Peru em oferecer ao Brasil uma passagem para o Pacífico. “Isso pode vir a resolver o problema brasileiro em relação à Ásia. Nós hoje temos muita dificuldade para exportação e acessar o mercado asiático. Podemos ser inseridos no comércio mundial”, argumenta Nogueira.

A assessora da Presidência, Martha Lassance, pontou sobre o Acordo de Ampliação Econômico-Comercial e a necessidade de sua internacionalização. O acordo foi assinado em 2016 e tem como objetivo disciplinar investimentos, serviços e compras governamentais. O mercado de compras governamentais do Peru é estimado em US$ 12 bilhões. Este acordo permitirá que empresas dos dois países participem de compras públicas e de licitações nos dois países. A previsão é de que ele entre em vigor ainda neste ano. Com o acordo, empresas brasileiras não precisarão mais depositar a garantia de 5% do valor das contratações.

O ATA Carnet também esteve na pauta do encontro. Rebecca Macedo, gerente do Centro Internacional de Negócios da FIEMG, ressaltou a importância do documento para o setor empresarial, mas também para pessoas físicas. O Peru ainda não aceita. O ATA Carnet é um documento aduaneiro válido internacionalmente que permite a exportação e a importação temporária de bens, livre de impostos de importação, pelo período de um ano.  Este documento é emitido pelo Brasil e aceito em 77 países a um custo pré-determinado, de acordo com o valor do produto a ser exportado. É o passaporte que simplifica as etapas de exportação e importação temporária nos países em que for apresentado, oferecendo agilidade e segurança ao desembaraço aduaneiro de seus bens.

O ministro Matias Antônio Senra de Vilhena, do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores em Minas Gerais – EREMINAS, também participou da reunião.

SJJ_4477.JPG

Últimas notícias

  1. Indústria pede esforço para redução de juro

    Leia

  2. Ensino de excelência internacional

    Leia

  3. Portaria altera autorização para trabalho aos domingos

    Leia

  4. Futuros negócios com a Eslováquia

    Leia

  5. Treinamento apresenta melhores práticas na gestão de estoques e inventário

    Leia

  6. Empresários mineiros continuam insatisfeitos

    Leia

  7. Abertas as inscrições para o curso Rotulagem de Cachaça e Aguardente de Cana

    Leia

  8. SESI firma acordo com o JF Vôlei para a formação das categorias de base do time

    Leia